dddd

Moradores próximos cruzamento em frente à Rua um na BR-135, zona urbana de Presidente Dutra, aonde aconteceu um acidente que matou três jovens na última segunda feira se mobilizaram em ato de protesto na noite desta terça.

Pneus velhos foram queimados. E em poucos minutos o fogo atingia seu ponto máximo. A fumaça provocada pela queima podia ser vista de longe. O fogo não era provocado apenas por pneus, até sofás velhos foram queimados.

Postes velhos serviram para interditar a avenida. Até uma Patrol foi arrasta com muita dificuldade para o meio da pista.

ddddddd

Enquanto os manifestantes pediam justiça, policiais militares em duas viaturas acompanhavam de longe toda movimentação. Cansado de esperar o fogo e os animos dos manifestantes se acalmarem, um caminhoneiro passou por cima do canteiro central da avenida e seguiu viagem

Da Olavo Sampaio, os manifestantes seguiram para a entrada da cidade e interditaram outro trecho da BR-135 nas proximidades da Eletrononte.

DCIM100MEDIADJI_0008.JPG

O movimento continuou por toda a tarde desta quarta-feira. Parados e sem poder seguir viagem, os caminhoneiro já começam a contabilizar os prejuízos.

Apenas ambulâncias e veículos transportando pessoas doentes foram liberados. O engarrafamento chegou a mais de dois quilômetros. Quem não quis esperar, o jeito foi prosseguir a viagem a pé.

DCIM100MEDIADJI_0040.JPG

DCIM100MEDIADJI_0029.JPG

dddddddttttt

 

 

 


gilmar-mendes

Ministro Gilmar Mendes Presidente do TSE

O presidente do TSE afirmou que poderão ocorrer situações em que o candidato mais votado para uma prefeitura não assuma porque não teve o registro julgado a tempo. Ou que alguns assumam com base numa liminar. Mendes disse que haverá sessões extras no TSE para julgar os recursos, se necessário. Ele vai sugerir ao Congresso mudanças na legislação eleitoral:

— Estamos discutindo sugerir ao Congresso que abra o prazo de registro antes do período eleitoral. Esse prazo curto tem como resultado um juiz que não tem tempo e aprecia tudo às pressas. Até agora não houve pronunciamento do TSE (sobre os registros) — disse Mendes, explicando que o encurtamento da campanha foi positivo porque diminuiu os gastos; no entanto, o prazo para analisar o registro foi reduzido.

A falta de julgamento definitivo dos registros é ruim para o eleitor: ele pode votar num candidato que, após a eleição, corre o risco de ser considerado inapto. Com isso, o voto no candidato é anulado. Pode haver ainda indefinição de quem serão os candidatos a prefeito que irão para o segundo turno em algumas cidades.

Há uma outra complicação: se um candidato a prefeito tiver mais de 50% dos votos na eleição deste ano e, após uma decisão definitiva for considerado indeferido, a cidade deverá ter novo pleito fora de época, as chamadas eleições suplementares. Entre 2013 e 2015, foram 113. Mendes acredita que esse número vai aumentar.


estacionamento

Um lei sancionada pelo prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PDT), deve por fim à guerra entre consumidores e proprietários de estabelecimentos que cobram por estacionamento de veículos.

Publicada no Diário Oficial do Município (DOM) do dia 20 de setembro, a nova legislação, que data de agosto deste ano, dispõe que todo cliente deve ter direito a 30 minutos de tolerância ao estacionar, sem qualquer tipo de cobrança.

O projeto foi aprovado neste ano pela Câmara Municipal, após iniciativa do vereador Pavão Filho (PDT).

Em caso de descumprimento, o empresário pode pegar multa de R$ 5 mil por dia.

Polêmica

Recentemente o Blog do Gilberto Léda noticiou uma polêmica envolvendo um assunto. O proprietário de um veículo que passou apenas cinco minutos parado no estacionamento do aeroporto foi obrigado a pagar R$ 7,00

Na ocasião, o presidente do Procon-MA, Duarte Júnior, informou que, infelizmente, não poderia fazer nada contra esse tipo de abuso, uma vez que ainda não havia legislação que obrigasse estacionamentos a conceder tempo de tolerância aos clientes antes de iniciar a cobrança.

Agora há…

estacioamento


14494887_1121720281254528_2187104866480573121_n

Candidato a prefeito de Dom Pedro pela Coligação Unido Por Dom Pedro e líder disparado nas pesquisas de intenção de votos, Alexandre Costa (PSC), irmão do ex prefeito Ribamar Filho, é a prova viva de que, quando se tem o apoio da grande massa popular, não é preciso andar vomitando dinheiro nos quatro cantos da cidade.

E é justamente por conta de sua humildade e de sua gigantesca aceitação popular, é que Alexandre Costa vem sendo vítima de fortes ataques pessoais e perseguições liderada pelo seu adversário, o prefeito e candidato a reeleição Hernando Macedo e seu pai, o milionário Dedé Macedo. “São ataques de todos os lados e os mais baixos possíveis”, segundo informou um aliado do candidato do PSC.

De acordo com uma fonte, nos últimos dias, é voz corrente na cidade que os Macêdo vão tomar as eleições custe o que custar, inclusive afirmam para todos que a decisão irá sair dia 28, antecipando o teor de uma decisão que vai ser proferida.


image1De acordo com informações repassadas agora a pouco ao Blog, o acidente que ocorreu ainda há pouco na Avenida José Olavo Sampaio envolveu uma carreta e uma moto.

Segundo informações três pessoas trafegavam numa mesma moto quanto foram atingidas em cheio por uma carreta que vinha na direção do Supermercado Campos. Os ocupantes da moto foram atropelados e arrastados por mais de cem metros no trecho entre a entrada da ASEEL à entrada da Rua 01. Ainda não se sabe os nomes dos mortes e nem do motorista da carreta. A qualquer momento mais informações.

image2

79947def-494d-4921-90f0-7e52a7dbca1f

877c68e2-2f71-4599-b2dc-da1568ab962e


Um grave acidente acaba de acontecer na Avenida José Olavo Sampaio no retorno localizado nas proximidades da Praça Wabner Américo próximo ao antigo depósito da Brama e em frente ao Panelada Construções.

A informação inicial e que três pessoas morreram no acidente. Mais informações a qualquer momento.


dinheiroO juiz Douglas de Melo Martins, titular da Vara de Interesses Difusos e Coletivos de São Luís, proibiu hoje (26) prefeitos de todo o Maranhão de realizar os chamados “saques na boca do caixa”, em espécie, no Banco do Brasil e Bradesco.

A decisão vale para todos os gestores de contas referentes a recebimentos de verbas oriundas de convênios e outros repasses do Estado do Maranhão.

De acordo com a decisão, também fica proibida qualquer transferência de valores mantidos nas referidas contas “para a conta única do Tesouro Municial, Tesouro Estadual ou quaisquer outras contas de titularidade de municípios maranhenses e do Estado”, bem como “operações como emissão de TED’s, DOC’s e transferências com destinação não sabida e movimentações por meio de rubricas genéricas, como ‘pagamento a fornecedores’ e ‘pagamentos diversos’.

Na decisão, o juiz determina ainda que os recursos oriundos de repasses do Estado do Maranhão aos municípios sejam mantidos apenas nas respectivas contas específicas, devendo ser “retirados exclusivamente mediante crédito em conta corrente das pessoas que receberem os valores, as quais devem ter seus nomes, conta bancária e CPF/CNPJ identificados pelo banco, inclusive no corpo dos extratos”. Cabe aos bancos fornecer, mediante simples requisição ministerial ou de outros órgãos de controle estatais e dentro do prazo que lhes for consignado, as informações sobre movimentações em contas bancárias de titularidade do Estado, dos municípios e de qualquer de seus órgãos, consta das determinações.

A multa diária em caso de descumprimento das determinações é de R$ 10 mil.

A decisão atende a pedido de Tutela de Urgência requerido pelo Ministério Público do Estado do Maranhão em desfavor dos citados bancos (Banco do Brasil e Bradesco) para o cumprimento de obrigação de fazer consistente nas determinações acima especificadas. Na ação, o MPE destaca, entre outras coisas, “a forma mais comum de escamotear a gestão irregular de recursos” representada pelos chamados “saques na boca do caixa” e a “imensa dificuldade de recuperar ativos desviados”. Segundo o autor da ação, a ideia não é impor aos bancos réus que fiscalizem a aplicação das verbas públicas, mas somente que as instituições bancárias não permitam o tipo de saque citado (boca do caixa) e “nem o envio de valores das contas específicas para outras contas do próprio Município (ou do gestor) ou para pessoas não identificadas”.

Uma paulada nas pretensões eleitoreiras de prefeitos que pensam em usar recursos públicos para comprar voto às vésperas da votação do dia 2 de outubro.

Baixe aqui a íntegra da decisão.

.

.

Fonte: Blog do Gilberto Léda


NOTA DE REPÚDIO

O PMDB – PARTIDO DO MOVIMENTO DEMOCRÁTICO BRASILEIRO, por intermédio de seu presidente que esta subscreve, vem a público REPUDIAR as atitudes do Secretário de Segurança Pública, do Comandante da Polícia Militar, do Delegado Geral e demais membros das Polícias civis e Militar do Estado do Maranhão, quando da realização de ato ilegal de busca e apreensão, sem exibição prévia de Mandado Judicial, na residência do candidato a vice-prefeito, fato ocorrido no dia 22 do corrente.

A ação excessiva, desrespeitosa e sem a exibição da ordem judicial, não feriu só os direitos pessoais a intimidade e vida privada do candidato, mas representou verdadeiro atentado ao Estado Democrático de Direito, o que nos obriga a vir a público manifestar nossa indignação e exigir o respeito necessário para manutenção da harmonia entre nós e os órgãos de segurança.

A negativa em não apresentar o Mandado de Busca e Apreensão aos advogados da coligação que acompanharam o ato, demonstra também verdadeiro atentado as prerrogativas dos advogados no exercício da função e atribui ao ato verdadeiro abuso de autoridade.

A presença da presidente da OAB, seccional de Presidente Dutra e do presidente da comissão das prerrogativas dos advogados no dia do ato, é prova dos exageros cometidos por aqueles que tinham a obrigação de guardar a segurança de nossos cidadãos.

A abordagem truculenta, deletéria e desnecessária ocorrida no último dia 22, representou verdadeiro ato de perseguição a nossa coligação, visando certamente criar fato capaz de alterar o resultado do pleito próximo, já que os líderes de tal ato estão ligados diretamente ao governador do Estado, que é membro do partido comunista, o qual se encontra as vésperas de perder a eleição neste Município.

Assim, devem ser promovidas ações para coibir tais atos, que, como ocorreu, podem tomar proporções que levem inclusive, a risco de mortes, já que os ânimos estão cada vez mais exaltados.

A ação excessiva levada a efeito pelo mais alto escalão de nossas polícias sem qualquer ordem judicial em punho que a justificasse, serão objeto de reclamação e pedido de providências junto a Assembleia Legislativa Estadual, a Câmara e Senado Federal, além das ações civis e criminais cabíveis.

O PMDB entende que a demonstração de despreparo do comando de nossa polícia, que deveria zelar pela segurança da população e proteger o cidadão, causam prejuízos irreparáveis, mas a preocupação é maior, quando deliberadamente, a ação se radicaliza contra um candidato que se encontra a frente das pesquisas, numa demonstração de descumprimento das obrigações explicitadas em lei e que os membros citados não podem negligenciar.

Defendemos o respeito entre as diferentes atribuições das instituições, para que a população tenha confiança nos homens e mulheres responsáveis pela segurança pública em nosso Estado.

São Domingos do Maranhão, 23 de setembro de 2016.

 WALMEK AVELAR RODRIGUES CARDOSO

PRESIDENTE DO PMDB


DCIM100MEDIADJI_0041.JPG

Já virou rotina. Todas as noites depois do encerramento das concentrações da Coligação “O Trabalho Continua, uma verdadeira multidão invade as ruas de Presidente Dutra em direção à casa do ex-prefeito Jurandir Carvalho. São homens, mulheres, crianças, idosos… gente simples que saem em caminhada acompanhando o prefeito Juran Carvalho, candidato à reeleição até à Rua Adauto Cruz, ponto final dos eventos.

Na noite desta sexta-feira, a concentração foi Rua Adelino Barros (AABB). O Mini Trio ficou estacionado em frente ao portão da AABB e a rua ficou lotada até a entrada próximo ao Posto Priscylla.

dsc_4264

Itamar Lucena, Ozarina, Zé Reinaldo, Fátima Sodré e Juran Carvalho

Quem esteve participando e dando seu apoio a Juran Carvalho e Itamar Lucena, candidatos a prefeito e vice respectivamente, foi o deputado federal e ex-governador do Maranhão José Reinaldo Tavares. “Juran é meu amigo, é um gestor sério, determinado e competente. Ele já provou isso. E eu vou ajudar Presidente Dutra colocando minhas emendas aqui, porque sei que os recursos serão bem aplicadas”, declarou Zé Reinado.

O ex-governador elogiou muito a postura do vereador Zezão e do seu filho Aristeu Nunes por terem decidido apoiar o grupo de Juran Carvalho. “Eu estou muito feliz em ver o Zezão e o Aristeu aqui apoiando o Juran, isso me deixou muito alegre e já era pra ter acontecido há muito tempo”, afirmou.

Em seu discurso, o deputado federal Zé Reinaldo assumiu o compromisso de colocar o prefeito Juran Carvalho dentro dos governos estadual e federal. “Eu vou levar Juran Carvalho pra falar com o presidente Michel Temer e também vou colocá-lo dentro do governo Flávio Dino para que ele possa fazer uma administração ainda melhor a partir de janeiro de 2017”, finalizou Tavares.


portela-ze-da-folha

Jefferson Portela, Zé da Folha e Clodomir Júnior

Um show de truculência e de ilegalidade; é assim que políticos ligados ao candidato Zé da Folha do PMDB de São Domingos do Maranhão estão definindo a desastrada passagem do Secretário de Segurança Pública Jefferson Portela pela cidade.

Segundo eles, com a desculpa de investigar tiros disparados contra a casa do Juiz Clênio Lima Corrêa, titular da Comarca, o Secretário de Segurança Pública, acompanhado do Comandante da Polícia Militar, do Delegado Geral e demais membros das Polícias Civil e Militar do Estado do Maranhão, teria praticado “ato ilegal de busca e apreensão, sem exibição prévia de Mandado Judicial, na residência do candidato a vice-prefeito, fato ocorrido no dia 22”, conforme Nota de Repúdio emitida pela direção do PMDB do município.

A operação comandada pessoalmente pelo Secretário Jefferson Portela conduziu quatro pessoas para depor na delegacia de São Domingos do Maranhão. Uma foi identificada pelo nome de Betinho que seria o suposto dono da moto utilizada na ação. Três foram ouvidas e liberadas, entre elas, Clodomir Júnior, do PMDB, candidato a vice-prefeito da cidade na chapa de Zé da Folha (PMDB) e adversário do comunista Edison do Totonho, que é candidato pelo PCdoB de Flávio Dino e apoiado pelo prefeito Kléber Tratorzão.

Segundo aliados de Folha, a operação tve cunho político com o objetivo de atingir os candidatos da Coligação peemedebista, o que acabou não acontecendo. “Até o pai do nosso vice, Clodomir Gomes também foi conduzido, ouvido e liberado porque não encontraram nenhuma suspeita de participação dele e do filho em nada”, afirma um correligionário de Zé da Folha, para em seguida completar. “É só perseguição e desespero do grupo apoiado pelo governador Flávio Dino porque sabem que vão perder a eleição”.

Todos os conduzidos foram liberados, sem indícios de participação no crime, o que reforçou na cidade a hipótese de que o caso possa estar sendo usado politicamente pelo grupo governista para desgastar a candidatura peemedebista, que lidera a corrida eleitoral na cidade, segundo o instituto Escutec (veja).


dsc_4131

Em Pesquisa para prefeito realizada em Presidente Dutra nos dias 19 e 20 de setembro o Instituto ESCUTEC aponta vitória esmagadora do prefeito Juran Carvalho (PP) candidato à reeleição pela coligação “O Trabalho Continua” sob sua adversária a ex-prefeita Irene Soares do PSL da coligação “Juntos Somos Mais Fortes”. A diferença é de 16 pontos percentuais. Juran aparece com 51,3% dos votos contra 35,3 de Irene, o que daria hoje uma diferença de mais de 3.500 votos. Confira os números.

97382345-3d71-45da-8f9b-c50e415bc9e2

Os dados mostram um crescimento de Juran nesta terceira pesquisa em relação às anteriores, como mostra o gráfico ao abaixo.

escutec_evolucao

Um dado novo da pesquisa é a rejeição ao nome da ex-prefeita que disparou em setembro em ralação aos meses anteriores: no fim do mês passado, segundo o mesmo Escutec, 35,5% dos eleitores entrevistados em Presidente Dutra diziam não votar na candidata do PSL de jeito nenhum. Agora, o número pulou para 48,5%. Confira os gráficos abaixo.

rejeicao_irene

A pesquisa Escutec foi contratada pelo jornal O Estado e registrada na Justiça Eleitoral sob o protocolo MA-03816/2016. Foram ouvidos 400 eleitores, nos dias 19 e 20 de setembro. A margem de erro é de 4 pontos percentuais, para mais, ou para menos, e o intervalo de confiança é de 95%.


o-tribunal-de-justica-do-maranhao-tjma-anula-segunda-etapa-do-concurso-publico-de-juiz

Em nota enviada aos meios de comunicação, o Presidente da Associação dos Magistrados do Maranhão, em exercício, Juiz Marcelo Moreira confirma o atentado a tiros à casa do Juiz titular da Comarca de São Domingos do Maranhão, Clênio Lima Corrêa e afirma que as providências já estão sendo tomadas pela Côrte. Abaixo a nota.

NOTA INFORMATIVA

O Tribunal de Justiça do Maranhão confirma a informação de que a casa do juiz titular da Comarca de São Domingos do Maranhão, Clênio Lima Corrêa, foi atingida com tiros na madrugada desta quarta-feira (21). A Diretoria de Segurança Institucional já está acompanhando o caso, com equipe a caminho da cidade, para acompanhar as investigações da polícia e dar o suporte necessário ao magistrado e sua família, que passam bem.

De acordo com informações repassadas pelo juiz, por volta das 2h desta madrugada, duas pessoas em uma moto passaram pela frente de sua residência em São Domingos do Maranhão e dispararam seis tiros, que atingiram o portão da casa, carro e uma porta. Imediatamente a polícia foi acionada pelo magistrado.

O desembargador presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão, Cleones Carvalho Cunha, se manifestou na Sessão Plenária e afirmou total apoio do Poder Judiciário ao magistrado, bem como solidariedade pelo ocorrido. O presidente reafirma repúdio a ações criminosas que tentam intimidar e ameaçar magistrados em suas funções judicantes. Os desembargadores integrantes do Pleno também manifestaram total apoio ao magistrado.

Juiz Marcelo Moreira

Presidente da Associação dos Magistrados do Maranhão, em exercício


balas-576x1024

A casa do juiz Clênio Lima Corrêa, titular da Comarca de São Domingos do Maranhão, foi alvejada a bala na madrugada desta quarta-feira (21).

Pela imagem encaminhada por um leitor, pelo menos seis tiros foram disparados no portão da frente da residência.

Ainda não se sabe o motivo do crime, nem se há alguma relação com o período eleitoral, mas a proximidade do dia de votação tem acirrado os ânimos na cidade.

Segundo apurou o Blog do Gilberto Léda, houve outros incidentes parecidos no último fim de semana.


bruna

Se já estava bom, ficou melhor ainda para o candidato a prefeito Farinha Paé (PDT) com a desistência da também candidata a prefeita Bruna Teixeira (PCdoB). Continue lendo aqui!


ricardo-02O Superintendente Regional de Articulação Política do governo Flávio Dino Ricardo Lucena (PC do B) está sendo acusado em redes sociais e grupos de Watsaap de está pressionando servidores contratados do governo do estado a votarem em seus candidatos Diulan Pinto e Irene soara aos cargos de vereador e prefeito respectivamente.

O caso ganhou repercussão desde o final da tarde desta segunda-feira 19-09, quando Lucena, que não é candidato a nada, promoveu uma reunião política em sua casa. Segundo ele, seria “com amigos, apoiadores e correligionários”. Imediatamente fotos e conversas entre os participantes que estavam no local vazaram nas redes sociais e em grupos de Watsaap acusando o comunista de estar usando o encontro para “dar pressão” em servidores contratados em órgãos do estado, que teriam sido convocados para a tal reunião, a votarem em seus candidatos a vereador e prefeito.

ricardo-03

O outro lado

O Blog entrou em contato com Ricardo Lucena e este negou veementemente está pedindo votos. Disse também que foi apenas fez uma reunião política como sempre fez em época de eleição quando é candidato.

“Adonias, não obriguei e nem obrigo ninguém a votar em quem não quer, o voto é livre e secreto. Quando fui candidato há 4 anos atrás fiz uma reunião como esta e não houve essa repercussão. Apenas repeti o que fiz há 4 anos,  apenas as amizades aumentaram!”, declarou o comunista.

Ricardo Lucena só esqueceu de dizer, é que hoje ele não é candidato a nada, não conseguiu viabilizar dentro do grupo da ex-prefeita Irene Soares nem mesmo uma candidatura sua a vereador, sendo obrigado a apoiar Ozenilson Infeliz e Diulan Pinto a  uma vaga na Câmara Municipal de Presidente Dutra, para desta forma, ter os representantes legítimos de Flávio Dino naquela casa legislativa no ano que vem. E também pra ver se não fica tão feio para o governo comunista não ter nenhum candidato do seu partido, o PC do B nessa eleição.

ricardo-04


123»» Última
Página 1 de 176
Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com