6a6720ad-5b85-4ce9-9ce0-b1f06354c744

Uma grave acidente ocorrido no início da noite desse domingo 22/05 na localidade Campo de Perizes na entrada de São Luis-MA, deixou onze feridos com duas mortes. De acordo com informações que chegaram ao Blog, dois veículos bateram de frente. Com o impacto os dois carros ficaram completamente destruídos. Onze pessoas ficaram feridas. Duas morreram e cinco estão hospitalizadas em estado grave. Dez ambulâncias, sendo oito do SAMU e duas do Corpo de Bombeiros trabalharam no resgate e atendimento às vitimas.

88cab3e9-5660-408d-97b2-9a55e1dc902d

64083632-951c-4481-a392-7f895447e10d

cf4f9b67-7147-4601-93e0-33c2c6eed62e

cc7cc58b-4eed-409f-bb38-200441971f11


25ae1c9f-77d2-4c4b-82c5-0fc48fc9aa5c

O histórico e problemático trecho da BR-135 localizado em frente ao Colégio Teresa de Oliveira, zona urbana do município sentido a São Domingos, mas uma vez, foi tema de reunião entre o prefeito de Presidente Dutra Juran Carvalho e a Superintendência do DENIT no estado

Pela segunda vez, o gestor municipal foi até à Superintendência do DENIT – Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes no Maranhão cobrar uma solução definitiva para aquele trecho da BR.

Em audiência com o novo superintendente do órgão engenheiro Gerardo Freitas Fernandes, Juran Carvalho mostrou a situação de dois trechos da BR que cortam a Avenida José Olavo Sampaio, um próximo ao Socorrão e o mais crítico, em frente ao Teresa de Oliveira, e cobrou uma solução para o caso, mostrando preocupação com a situação, que há anos vem infernizando a vida de moradores, motoristas, pedestres e ciclistas; “Estamos aqui cobrando do DENIT uma solução para esses dois problemas, já que a prefeitura não pode fazer a reforma, sob pena de o seu gestor ser denunciado por improbidade administrativa, ao está realizando uma obra de responsabilidade do governo federal”, declarou Juran.

Ainda de acordo com o prefeito, o superintendente do DENIT, Gerardo Fernandes justificou o atraso das reformas; “O Dr. Gerardo nos falou que foi licitado apenas o trecho entre Peritoró e Presidente Dutra e que o trecho de Presidente Dutra pra frente será licitado numa segunda etapa e que não vai demorar. Essa semana mesmo, ele disse que estará indo à Brasília em busca de uma solução”, finalizou Juran Carvalho.


52af87ef-acc0-42d7-8ec6-5155c856ed97

Policiais Militares da 4ª Companhia de Graça Aranha, prenderam no final da tarde desta quarta-feira 18/05, Irlan Barbosa da Silva, vulgo “Boi” acusado de assassinar a tiros Roniel Barros Nogueira.

O corpo da vítima foi encontrado por populares às margens de uma estrada vicinal que dá acesso ao povoado Miranda, na Zona Rural de Graça Aranha.

De acordo com a Polícia Militar, o acusado do homicídio Irlan Barbosa teria fugido na moto da vítima, abandonada a 350 metros do local do crime. A suspeita é de que Irlan tenha sofrido um acidente no momento da fuga; “muito machucado, o homicida entrou no mato e saiu na estrada que vai de Graça Aranha para o povoado São Francisco, pedindo carona pra chegar até o local. Por meio dessas informações deu-se a prisão de Irlan Pereira Barbosa da Silva, vulgo Boi”, declarou um Policial Militar.

O acusado preso foi conduzido e entregue na DP de Presidente Dutra – MA para as devidas providências.

35fcd55c-b49e-4e77-9ff6-ee8f5580d249


çlll

Ricardo Lucena, Irene Soares e Márcio Jerry

Desesperada pra voltar à  cena politica, a ex-prefeita de Presidente Dutra, Irene Soares vai além  dos seus limites. Pra ela vale tudo, até mesmo atropelar seus aliados.

Alçada à  condição de “nova simpatizante  comunista”, a ex-prefeita foi convencida pelo Superintendente Regional Ricardo Lucena a ter um “tete a tete” com o Secretário Estadual de Articulação Política  jornalista  Márcio Jerry no Palácio dos Leões. E assim, ficou decidido entre Jerry e Lucena que Irene será a candidata oficial do governador Flávio Dino em Presidente Dutra, para enfrentar o atual perfeito Juran Carvalho na eleição de outubro desse ano. Irene, deu um verdadeiro “chapéu” (como diz no jargão popular), em seus companheiros de oposição, indo negociar sua pré-candidatura direto, sozinha.

Segundo o Blog de Luiz Cardoso, a decisão do governo em oficializar a pré-candidatura irenista é pelo fato de o prefeito Juran Carvalho ter votado contra Dino em 2014. Só  lembrando que Irene Soares também  apoiou, votou e fez campanha pra Lobão Filho. Essa desculpa não convence.
Mas, uma coisa é certa; a atitude  do “articuladorzão” político  do governo no município Ricardo Lucena, provocou um verdadeiro  estrago na oposição. Membros oposicionistas de destaque na política local, estão com os nervos à flor da pele, porque, de acordo com uma fonte do Blog de Adonias Soares, eles não foram consultados e nem tampouco convidados a participar da tal reunião.

128103df-b360-4745-8938-0cc3139eecf8

Deputado Zé Carlos, Dr. Orlando Pinto e Flávio Dino

Aliados rifados

Os pré-candidatos Orlando Pinto,  Aristeu Nunes, Gonzaga Tavares, Raimundinho da Audiolar, Airton  Notria e Zezinho da Construtorres, todos aliados de Flávio Dino, não se manifestaram publicamente sobre o assunto. A informação é que, em reservado, ficaram furiosos e não aprovaram a iniciativa de Ricardo Lucena.

Pergunta-se

wwww

Aristeu Nunes e Carlos Brandão

E o Dr. Orlando Pinto, que há menos de duas semanas esteve com Flávio Dino e que confidenciava a amigos próximos que seria candidato em qualquer circunstância, inclusive com o apoio do governador, como fica?

E Aristeu Nunes que vendia a figura do apagado Vice-Governador Carlos Brandão, se dizendo pré-candidato dele, como se isso fosse grande coisa, como fica também?

Bomba e puxada de tapete

Semana passada, por duas vezes o Superintendente Regional Lucena, em conversa com o titular dessa página disse que tinha uma bomba reservada e que isso se tornaria numa puxada de tapete da situação.

Se a tão esperada bomba foi o anuncio da pré-candidatura da ex-prefeita Irene Soares e sua adesão ao governo Flávio Dino, devo dizer que isso não foi surpresa, nem pra mim e nem pra ninguém no município.

O histórico “camaleônico” de Irene Soares

A ex-prefeita Irene Soares, é conhecida em São Luis, por está sempre mudando de lado em governos estaduais ou em apoio a candidatos apoiados por governadores.

Em 2004 ela estava com Edson Vidigal no primeiro turno da eleição, candidato laranja de José Reinaldo.

Em 2006 aderiu a Jackson Lago no segundo turno, depois de ser Gerente Regional do governo Roseana Sarney em Caxias nos dois anos anteriores.

2007 e 2008, usufruiu de tudo no governo Jackson Lago

Em 2009, 2010, 2011, 2012, 2013 e 2014 participou e recebeu benesses do Governo Roseana Sarney, apoiando inclusive, Lobão Filho, candidato da “Oligarquia” tão decantada pelos comunistas.

E agora, Irene Soares, diz que é Flávio Dino desde criancinha.

Para muitos, a ex-prefeita, não tem nada de “Pipira”. Por mudar tanto de lado, está sendo comparada a um camaleão que muda de cor de acordo com suas conveniências.

Como se percebe, a tal bomba de Ricardo Lucena se resumiu a um traque e o tapete se transformou numa casca de banana, onde o próprio Ricardo Lucena escorregou feio. E escorregou na sua própria vaidade, inexperiência e imaturidade política. Mas ele é novo, ainda vai aprender.


 

Por BINÉ SOARES

10351574_763000780402670_521237111960246182_nNa eleição proporcional é possível votar tanto diretamente no candidato quanto no partido ou na coligação, diferentemente da eleição majoritária, onde só é permitido votar no candidato.

A eleição para vereador é definida através do sistema proporcional, onde primeiramente são calculados os partidos e coligações que obtiveram mais votos, e só a partir daí as vagas disponíveis em cada município são distribuídas entre os candidatos mais votados de cada partido.

Quantidade de vereadores por município

Para entender o sistema proporcional é necessário saber que o número de vagas disponíveis para o cargo de vereador dependerá do número de habitantes e da lei de cada município, juntamente com o que diz o art. 29 da Constituição Federal. Este artigo limita as vagas de vereadores de acordo com o número de habitantes, por exemplo, um município com 15.000 habitantes pode ter no máximo 9 vereadores, enquanto as cidades com mais de 8 milhões de habitantes devem ter até 55 vereadores.

Veja mais detalhes sobre como é definido o número de vereadores por município.

Etapas do sistema proporcional

A divisão das vagas entre os partidos e coligações se dá através de três etapas. Primeiramente é preciso conhecer o quociente eleitoral, que determina a quantidade de vagas para cada partido. Apenas com o quociente eleitoral é possível definir o quociente partidário, que estabelece os candidatos de cada partido ou coligação que ocuparão as vagas.

Quociente eleitoral

É o número obtido ao dividir todos os votos válidos alcançados na eleição para vereador, os recebidos pelos partidos e diretamente aos candidatos, pelo número de vagas disponíveis na Câmara Municipal.

Vamos supor que um município com 20 mil habitantes obteve 10 mil votos válidos na eleição para vereador, e possui 10 vagas para o cargo. O quociente eleitoral será alcançado ao dividir 10 mil por 10, que neste caso será 1.000.

Quociente partidário

Sabendo que o quociente eleitoral é 1.000, é possível calcular quantas vagas cada partido ou coligação ocupará, dividindo os votos válidos pelo quociente eleitoral. Vamos supor que neste município existirem quatro partidos: X, Y, Z e W, onde X e Y estão coligados, enquanto os outros não.

A Coligação X-Y recebeu 5.000 votos válidos, o Partido Z obteve 4.600, e o Partido W alcançou 400. Ao dividir o número de votos válidos pelo quociente eleitoral, neste caso 1.000, a Coligação X-Y terá direito a 5 vagas e o Partido Z ocupará 4 vagas, enquanto o Partido W não terá direito a nenhuma vaga, já que recebeu menos de 1.000 votos válidos.

Com a Reforma Eleitoral de 2015, os candidatos que ocuparão as vagas devem receber votos numa quantidade igual ou maior que 10% do quociente eleitoral. Isto quer dizer que no caso do nosso exemplo, só os candidatos que obtiverem 100 votos ou mais seriam eleitos.

Sobra de vagas

Quando há sobra de vagas, é preciso fazer um novo cálculo, dividindo a quantidade de votos válidos do partido ou coligação pelo número de vagas alcançados no cálculo anterior mais 1. O partido ou coligação que obtiver a maior média recebe a primeira vaga disponível, desde que o candidato tenha recebido a exigência mínima dos votos citada anteriormente.

Aplicando ao exemplo citado acima, a Coligação X-Y ficou com uma média de 833,3 e o Partido Z com 920. Como sobrou apenas uma vaga e o Partido Z alcançou a maior média, será o que ficará com a vaga.

Se houver mais vagas, o cálculo deve ser repetido até todas as vagas serem preenchidas. Quando não existir mais partidos ou coligações com candidatos que obtiveram a quantidade de votos mínima exigida, as vagas serão ocupadas pelos partidos com as maiores médias, seguindo a ordem dos candidatos mais votados.


a919030a-1e1a-492c-aef9-70e138d53eba

Em missão planejada há vários dias, o Delegado Regional de Chapadinha Jacqueson Ferreira com o apoio dos Delegados Urbano Santos e Daniel Igor de Coroatá e de diversos investigadores, desencadearam uma operação com o objetivo de investigar denúncias de plantação de maconha na divisa das cidades de Tutóia, Barreirinhas e Urbano Santos.

De acordo com os delegados, o local é de difícil acesso; “Os veículos só chegavam a um certo ponto e de lá, fizemos uma caminhada de cerca de uma hora e dez minutos mata a dentro. Mata fechada, não sendo possível sequer ir de motocicleta”, afirmou o delegado Jacqueson Ferreira.

c464e765-da2c-4438-892a-63fa57277f1d

De posse de informações, a polícia descobriu que os criminosos cultivavam maconha tranquilamente imaginando jamais serem incomodados. Só que na manhã desta sexta-feira 13/05, a Polícia Civil estourou o plantio de ervas. No local foram encontras 08 (oito) roças de maconha, todas bem estruturadas com plantações de todos os tamanhos, inclusive com canteiros e viveiros de mudas. As roças ficavam uma ao lado da outra. Ao perceberem a presença da polícia os criminosos fugiram do local. Ninguém foi preso.

Ao final da operação, tudo foi destruído. “Destruímos cerca de 15 mil pés de maconha. E o sistema avançado de irrigação da quadrilha como; bombas d’agua, motores geradores, veículos, motocicletas e abrigos (casas) com tudo que havia no seu interior, também foram destruídos”, concluiu o titular da 3ª Regional de Chapadinha, delegado Jacqueson Ferreira.

e78a0d0e-ed9f-412d-bd77-5a0f01356384

609e313a-c105-4d53-9f10-538568959912

7cf7fbf2-c1ee-44d7-8dcb-b9247ebeeecc


d53f502b-0c9d-4d84-aa5f-1a4a54a07b41

O professor Valmir Carlos, representando o SINTESPEM e o presidente da FETRACSE, professor Gilvan Freire participaram nessa sexta-feira no Auditório Fernando Falcão da Assembleia Legislativa do Maranhão de  Audiência Pública que discutiu o Projeto de Lei Complementar 257 (PLP 257/2016) de autoria do governo federal, entrou na pauta para votação na Câmara dos Deputados em 04 de abril desse ano. Por trazer uma série de ataques  aos direitos dos trabalhadores, principalmente servidores públicos – federais, estaduais e municipais, o projeto está sendo apelidado de “Pacote de maldades ao Servidor Público”.

De acordo com os dois dirigentes sindicais, o PLP 257/2016 faz parte do pacote de ajuste fiscal iniciado pelo governo, no final de 2014. As medidas, que buscam manter o pagamento de juros e amortizações da dívida ao sistema financeiro e aumentar a arrecadação da União, atingem diretamente o serviço público e programas sociais.

Valmir e Gilvan, citam os 10 (dez) motivos para os servidores lutarem contra o projeto.

01) Aumenta a contribuição previdenciária de 11 para 14 por cento;
02) Proíbe aumento de salário (inclusive de aposentados)
03) Proíbe progressão na carreira;
04) Proíbe concurso público e chamar os já aprovados.
05) Incentivo a demissão voluntária.
06) Limita os direitos dos servidores federais , estaduais e municipais;
07) Acaba com os quinquênios e anuênios;
08) Acaba com licença prêmio;
09) Proíbe receber em dinheiro as férias e as licenças não gozadas.
10) Contratação só de terceirizados, etc, etc.


3cb5721b-19f9-4a5c-8f4b-c29e40275bc4

Stephanie Pacheco com Gustavo Borges

A repórter Stephanie Pacheco, que já foi dos quadros da TV Cidade de Presidente Dutra-MA, mais uma vez esbanjou talento ao entrevistar o medalhista de ouro da natação brasileira, Gustavo Borges. O ex-atleta esteve em Teresina-PI nesta quinta-feira, onde proferiu palestra falando de suas experiências no esporte e influência na vida dos novos atletas.

A entrevista exclusiva à Stephanie Pacheco aconteceu na Academia Eugênio Fortes localizada na Zona Leste da capital piauiense e será publicada no G1 Esportes-PI. Atualmente Stephanie trabalha na TV Clube de Teresina afiliada da Rede Globo cobrindo o esporte local e nacional para o site da emissora.

Gustavo Borges, considerado um dos principais atletas da história da natação brasileira, foi o porta-bandeira da delegação brasileira na cerimônia de encerramento dos Jogos Olímpicos de 2004 em Atenas. É o atleta com o maior número de medalhas em Jogos Pan-americanos, com um total de 19. É também o terceiro atleta brasileiro com maior número de medalhas de ouro em Pans, oito, logo atrás de Hugo Hoyama, que conquistou sua décima medalha nos Jogos Pan-americanos de 2011, em Guadalajara (México); e do nadador Thiago Pereira, dono de 12 medalhas de ouro.


images-cms-image-000496956

Ministros do governo ilegítimo de Temer. Quem é “contra a corrupção” apenas foi massa de manobra para essa formação de quadrilha chamada “Ponte Para o Futuro” chegar ao poder.

– JUSTIÇA: Alexandre de Morais (PSDB / SP) ex advogado do PCC e sofre diversos processos em SP;

– AGRICULTURA: Blairo Maggi (PR/MT) investigado por lavagem de dinheiro na Operação Ararath;

– CIDADES: Bruno Araújo (PSDB/PE) recebeu dinheiro de empresas investigadas na LavaJato;

– TRABALHO: Alex Canziani (PTB/PR) responde por crime de peculato;

– CASA CIVIL: Eliseu Padilha (PMDB/RS) indiciado por crime em licitações e formação de quadrilha;

– ARTICULAÇÃO: Geddel Vieira Lima (PMDB/BA) acusado de receber dinheiro de empreiteiras;

– FAZENDA: Henrique Meirelles (PSDB/GO) acusado por sonegação de impostos;

– RELAÇÕES INTERNACIONAIS: José Serra (PSDB/SP) tem 17 processos na justiça eleitoral, 3 processos por improbidade administrativa e etc;

– COMUNICAÇÕES: Gilberto Kassab (PSD/SP) investigado por fraude na inspeção veicular;

– ASSESSOR ESPECIAL DA PRESIDÊNCIA: Sandro Mabel (PMDB/GO) investigado por fraude no pagamento de auxílio-creche e vale transporte;

– EDUCAÇÃO: Mendonça Filho (DEM/PE) recebeu 100 milhões da Camargo Correia na Operação Castelo de Areia;

– DEFESA: Newton Cardozo Jr. (PMDB/MG) teve seus bens e de seu pai bloqueados pela PF por emissão de notas fiscais falsas;

– DESENVOLVIMENTO SOCIAL: Osmar Terra (PMDB/RS) cometeu irregularidades nas gestões de Terra na Secretaria de Saúde em uma prefeitura e o condenou a pagamento de multa;

– ESPORTES: Leonardo Picciani (PMDB/RJ) investigado por crime eleitoral;

– PLANEJAMENTO: Romero Jucá (PMDB/RR) investigado por receber propina e desvios de dinheiro na Lava Jato.

E você acredita que um governo formado por essa quadrilha vai nos tirar de uma crise e que pretende mesmo acabar com a corrupção?


juran premio

O prefeito de Presidente Dutra Juran Carvalho já está em Brasília onde concorre na noite desta terça-feira ao IX Prêmio SEBRAE Prefeito Empreendedor etapa nacional.

No total, serão premiados 12 prefeitos que executaram em seus municípios os melhores projetos de incentivo aos pequenos negócios no biênio 2014/2015.
Do Maranhão estarão presentes os sete prefeitos vencedores da etapa estadual: Juscelino Oliveira e Silva (Açailândia), Cicero Neco Morares (Estreito), Juran Carvalho (Presidente Dutra), Eric Costa (Barra do Corda), Jairo Madeira Coimbra (João Lisboa), Edivaldo Holanda Júnior (São Luís), e Iracema Vale (Urbano Santos).    Os gestores concorrem nacionalmente nas mesmas categorias que venceram em seus respectivos estados: Implementação e Institucionalização da Lei Geral, Compras Governamentais de Pequenos Negócios, Desburocratização e Formalização, Pequenos Negócios no Campo, Municípios Integrantes do G100 e Inclusão Produtiva com Segurança Sanitária. Somente a categoria Melhor Projeto terá cinco premiações – um gestor para cada região brasileira.   A edição deste ano superou as expectativas e a meta de inscrições, que era de 1,5 mil projetos – as unidades do Sebrae nos estados receberam mais de 1,8 mil inscrições. Desse total, saíram 148 kvencedores estaduais que concorrem à premiação nacional.

.

.

Com informações do SEBRAE/MA





:

De goleada, os ministros do Supremo Tribunal Federal acabam de confirmar o afastamento de Eduardo Cunha do mandato de deputado e da presidência da Câmara, conforme havia sido decidido pelo ministro Teori Zavascki na manhã desta quinta-feira; ao defender a manutenção da decisão, Teori disse que Cunha atua com desvio de finalidade para “promover interesses espúrios” e que sua permanência no comando da Câmara causa constrangimento cívico; ministro José Eduardo Cardozo, da Advovacia Geral da União, pretende usar a decisão para anular o impeachment da presidente Dilma Rousseff; “Nós já estamos pedindo e vou pedir. A decisão do Supremo mostra clarissimamente. Indiscutível. Eduardo Cunha agia em desvio de poder”, disse Cardozo

.

.

Com informações do Brasil247


waldir_maranhaoO enrolado deputado federal Waldir Maranhão (PP) que, após o afastamento do presidente Eduardo Cunha (PMDB), como vice-presidente assumiu a presidência interina da Câmara Federal, já começou a aprontar das suas.

A primeira traquinagem de Waldir Maranhão foi logo na primeira Sessão Ordinária comandada por ele nesta quinta-feira (05). O presidente em exercício da Câmara Federal apareceu de surpresa e rapidamente abriu e encerrou a sessão, para logo depois desaparecer.

A intenção de Waldir Maranhão era não deixar os colegas deputados que fazem oposição a Eduardo Cunha repercutirem seu afastamento. Entretanto, a atitude do deputado maranhense gerou revoltada e criou um embaraço ainda maior.

Revoltada com a atitude de Waldir Maranhão, a deputada federal Luiza Erundina (PSOL) assumiu a cadeira da presidência e tentou reabrir a Sessão Ordinária. Só que o presidente interino da Câmara Federal fez mais uma de suas traquinagens.

Waldir Maranhão mandou cortar os sons dos microfones e desligar as transmissões da TV Câmara. Alguns deputados chegaram a discursar, mas sem a repercussão que esperavam, graças a mais uma traquinagem de Maranhão.

São por essas e outras que é quase unanimidade a afirmação que a troca de Cunha por Maranhão é como se fosse seis por meia dúzia.

.

.

Por Jorge Aragão


123»» Última
Página 1 de 167
Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com