Num ato de bravura, dois policiais militares do 3º Pelotão da PM de Capinzal do Norte mataram um assaltante e balearam outro no final da tarde desta quinta-feira por volta das 16:30h (14) nas imediações do Povoado Califórnia.

De acordo com informações da Polícia Militar, Francisco Emanuel Barbosa Gonçalves 34 anos, o “Manuelzinho”, perigoso assaltante da região dos Cocais e seu comparsa identificado pela polícia até o momento como Pedro, resolveram fazer um “arrastão” praticando diversos assaltos à mão armada que lhes renderam dinheiro, moto e aparelhos celulares.

Ainda de acordo com a Polícia Militar, o comandante do 3º Pelotão da PM em Capinzal do Norte Cabo Weskley e o Soldado Monteiro, estavam de folga e à paisana, quando foram comunicados da fuga de dois homens numa moto que haviam acabado de assaltar o Posto Joyce; ao receberem voz de prisão, os assaltantes reagiram atirando contra os dois militares.

Durante a troca de tiros, “Manuelzinho” foi baleado e encaminhado ao Hospital de Peritoró; o outro meliante identificado por Pedro, pois não portava nenhum documento, foi morto e enterrado como indigente, já que nenhum parente apareceu para reclamar o corpo dele.

Durante as buscas foram encontrados na posse de “Pedro” um revolver calibre 32, numeração: 342907 com 3 estojos deflagrados e 1 munição rebatida, 4 celulares provenientes de assalto e a quantia de 1.618,00 reais referente ao assalto ao posto Joyce e de algumas vitimas. Em posse de “Manuelzinho”, uma Moto Honda, placa PTH-1585 tomada de assalto na cidade de Codó-MA, relatado assim pelo mesmo.

Os materiais foram apresentados na Delegacia de Policia Civil de Capinzal do Norte-MA.


Linderson Dourado Alves é considerado pela polícia como o cabeça do esquema criminoso.

Uma operação desencadeada pela Superintendência Estadual de Investigações Criminais (SEIC), por conta do Departamento de Defesa de Serviços de Delegados (DDSD), realizou nesta quinta-feira (13), em ações de monitoramento, culminando no cumprimento à 27 mandados de busca e apreensão e um de prisão. Os mandados foram expedidos pelo juízo criminal da comarca de São José de Ribamar. A operação denominada “Dourado”, se estendeu à 25 municípios do Maranhão e na região metropolita de São Luís, visando combate ao furto e receptação de equipamentos de internet.

A Policia Civil do Maranhão por intermédio da Seic em ações pelo Departamento de Defesa de Serviços de Delegados (DDSD), realizou a operação “Dourado” dando cumprimento à 27 mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão em desfavor do acusado Linderson Dourado Alves, considerado o cabeça do esquema criminoso.

De acordo com o delegado Paulo Roberto, “A operação é resultado de cerca de 1 ano e 4 meses de investigações e mais de 800 horas de interceptações telefônicas, com o objetivo de apurar reiterados furtos e receptações de equipamentos das concessionárias de internet, os quais serviam para montagem de sites em subestações clandestinas, camufladas por empresas de fachadas, que distribuíam sinais de internet para clientes incautos, dentre eles, comércios, industrias e prefeituras. A operação envolveu 27 delegados de polícia, 70 investigadores, escrivães de polícia, peritos criminais e técnicos em telecom”.

O delegado Paulo Roberto da DDSD ponderou ainda, que os alvos eram sites instalados em subestações clandestinas, montados com equipamentos furtados e/ou receptados da operadora Oi, Claro e outras. Foram apreendidos com os suspeitos equipamentos do tipo placas dslam huawei, (R$10.000), armários (suítes), molden, cabos de fibra otica, gbics (R$15 a R$30 mil reais), roteadores voip, placa voip, antenas, bateria de gel estacionaria, etc. As ordens judiciais foram cumpridas em vários municípios, dentre eles São Luís, São José de Ribamar, e vários outros das regiões do Médio Mearim e da baixada maranhense.

Nos sites clandestinos onde foram apreendidos equipamentos furtados e/ou receptados e lá se encontravam os proprietários, esse foram presos e autuados em flagrante delito pela pratica de furto majorado e receptação dolosa.

Acusados encaminhados para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas

Também foram cumpridas ordem de busca e apreensão na sede da concessionaria OI e nas casas de funcionários. De acordo ainda com o delegado Paulo Roberto, a simples instalação dos equipamentos furtados e instalados nos sites clandestinos não é possível a distribuição do sinal de internet, para isso é necessário o acesso ao link através de senhas randômicas que só podem ser fornecidas por operadores da própria concessionaria, no caso a Oi e todos esses funcionários foram identificados.

Tais práticas criminosas resultam em grandes prejuízos as concessionaria Oi e ao Estado, que deixa de recolher os impostos devidos em razão da clandestinidade. O final da operação resultou na apreensão de cerca de três milhões em equipamentos recuperados, 12 conduzidos coercitivamente, 04 prisões em flagrante delito e ainda o cumprimento de um mandado de prisão.

Os demais envolvidos e presos em sua maioria são todos funcionários da Oi, os quais colaboraram com o esquema criminoso. Todos serão indiciados e a princípio responderá em liberdade. Foram presos ainda outros dois envolvidos, identificados preliminarmente por “Frankiley e Winderson”.

.

.

Mauro Wagner – ASCOM/SSP


O Delegado Regional de Barra do Corda Renilto Ferreira, que investiga o crime contra a dona de casa Dalverlane Viana da Silva de 33 anos, morta a facadas na madrugada da última segunda-feira (03) em Barra do Corda quando chegava em casa supostamente pelo seu ex-companheiro, solicitou ao Instituto de Criminalística de Imperatriz, envio de peritos para Barra do Corda com o objetivo de periciar o local onde aconteceu o bárbaro crime.

O suspeito José Felipe e a vítima Dalverlane

Imagens enviadas ao Blog de Adonias Soares mostram o delegado e os agentes periciando a casa de José Felipe da Silva Sousa de 50 anos, principal suspeito de assassinar sua companheira. Também foram periciadas, roupas apreendidas por policia na casa de Felipe, que estavam lavadas e estendidas.

De acordo com Renilto Ferreira, o resultado do exame com Luminol encontrou manchas de sangue nas roupas de José Felipe e ele passa a figurar como principal suspeito do assassinato de Dalverlane.

Renito Ferreira, delegado regional

Há alguns dias, Dalverlane Viana registrou ocorrência pedindo proteção; ela alegava está sendo perseguida e ameaçada pelo ex-companheiro. Mesmo a Vara da Comarca tendo decretado as medidas protetivas, não a impediram de ser morta.

Ainda de acordo com o delegado Renilto Ferreira, as amostras de DNA do sangue encontrado nas roupas de Jose Felipe da Silva, foram colhidas para posteriormente serem confrontadas com o DNA de Dalverlane. Mas a polícia já tem convicção, mediante depoimentos colhidos nos autos, documentos encartados e perícias realizadas, de que FELIPE foi autor de feminicídio contra sua ex-companheira mediante requintes de crueldade e sem possibilidade de defesa para a mesma”, relatou Renilto Ferreira.


Policiais do COSAR lotados em Santa Luzia do Paruá interceptaram agora há pouco uma carreta/bau, que segundo os policiais estava transportando cerca de 17 assaltantes e uma grande quantidade de dinheiro, possivelmente proveniente ainda do assalto um prédio do Banco do Brasil de Bacabal ocorrido na semana passada.

De acordo com os áudios enviados ao Blog, os Policiais do COSAR, em desespero pedem reforço urgente ao quartel de Bacabal e comunicam a prisão de dois elementos e avisam que o restante ainda dentro da carreta.

Ainda de acordo com os áudios, a quadrilha teria retornado a Bacabal para pegar o restante do dinheiro roubado durante o assalto. Mais informações a qualquer momento.


A jovem e bela Andrheya Guimarães de Sousa, assume nesta terça-feira (04) a direção da 12ª Ciretran de Presidente Dutra em substituição a Maria Macedo que comandava o órgão desde o primeiro ano de mandado do atual governo.

A solenidade de posse está marcada para as 08 horas da manhã e deve reunir uma legião de lideranças políticas e prefeitos da Região Central do Maranhão, que virão hipotecar seu apoio à nova chefe da Ciretran.

A arquiteta e urbanista Andrheya Guimarães, nasceu dentro de um dos maiores berços políticos de Presidente Dutra; ela é filha do ex-prefeito e atual Superintendente Regional de Articulação Política do governo do estado, Jurandir Carvalho, e sobrinha do ex-deputado Jean Carvalho e do atual prefeito Juran Carvalho; este último, responsável por sua indicação ao cargo, junto ao governador Flávio Dino.

Andrheya assume com grandes responsabilidades, como; implantar mecanismos que agilize e melhore o atendimento a usuários dos serviços do Detran e de promover uma grande campanha de reeducação no trânsito nos 18 municípios que compõem a regional da Ciretran. É aguardar pra conferir depois.


Na manhã desta terça-feira(4) será realizada a eleição para a mesa diretora da Câmara Municipal de Presidente Dutra a partir das 10 horas da manhã no Palácio Vereador Jean Carvalho.

Dois postulantes que ainda não ocuparam a presidência da casa concorrem ao cargo, os vereadores Ronaldo Melo (PV) e Irábio Brandão (PDT).

A Câmara Municipal de Presidente Dutra é composta de 13 vereadores, sendo que 8 apoiam o governo do prefeito Juran Carvalho e 5 estão na oposição. Mantendo-se essa formação, e caso não aconteça algum imprevisto ou um ou mais vereadores sejam sequestrados, como aconteceu em tempos atrás, tudo leva a crê que o vereador Ronaldo Melo seja declarado novo presidente do parlamento municipal antes do meio dia desta terça-feira. É aguardar pra conferir depois.

O Blog entrou em contado com os dois candidatos pra saber os nomes que comporiam suas chapas; apenas o vereador Ronaldo Melo respondeu que quando a sua tivesse completa retornaria o contato. Irábio Brandão visualizou as mensagens e não respondeu. Abaixo a relação dos vereadores.

GOVERNO

RONALDO MELO

JOSÉ JARBAS ARAÚJO

SILVIA

RAIMUNDO NAVA

JOSÉ LUCENA LIMA

BINÉ SOARES

DIULAN PINTO

OZENILSON INFELIZ

 

OPOSIÇÃO

PROF. ALDEGLAN FERNANDES

IRÁBIO BRANDÃO

ANDRÉ JARDINS

MANO PINGO DE GENTE

KARITA DE GUADALUPE

A “briga” pela presidência da casa faz todo o sentido; o vereador que for eleito vai continuar administrando uma verba de mais de 200 mil reais por mês, ou mais de dois milhões por ano; que depois do pagamento da folha dos vereadores, assessores dos vereadores, servidores, impostos, materiais de manutenção e contas da casa, sobrará aí uma bagatela de mais ou menos 50 mil por mês para o presidente gastar com o que bem entender, isto se não quiser ser obrigado a devolver para o poder executivo.

Espera-se tão somente que o novo presidente não invente nenhuma reforma no prédio como todos já fizeram. A última por exemplo, foi faraônica, de fachada, sem necessidade e por um preço absurdo; mesmo com a construção de outro prédio em andamento. Mas esse é assunto pra outro post.


A Polícia Federal instaurou inquérito para investigar o futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, por supostas fraudes em negócios com fundos de pensão patrocinados por estatais.

Como informa o jornalista Fabio Fabrini, da Folha de S. Paulo, a PF vai apurar se Guedes cometeu os crimes de gestão fraudulenta ou temerária ao captar, por meio de um fundo de investimentos, recursos de sete entidades de previdência complementar de empregados de empresas públicas. Também será averiguada a hipótese de emissão e negociação de títulos sem lastros ou garantias suficientes.

Em seis anos, Guedes captou R$ 1 bilhão de fundos de pensão. Entre eles, estão Previ (Banco do Brasil), Petros (Petrobras), Funcef (Caixa) e Postalis (Correios), além do BNDESPar — braço de investimentos do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social).

A PF já requisitou relatórios da Previc que embasam as suspeitas. O inquérito foi remetido à Justiça Federal em Brasília, com pedido para que tramite em sigilo. Guedes deve ser intimado a depor.

Nesta quarta-feira, 5, Paulo Guedes prestará depoimento ao Ministério Público Federal em inquérito que também investiga as supostas fraudes (leia mais).



Caso algum parente queira mais informações, favor entrar em contato com o Blog através do número (99) 99122-1369.


 

Quatro veículos que estão em nome dos investigados foram apreendidos

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quinta-feira (29), a operação Hybris com a finalidade de reprimir crimes de responsabilidade, lavagem de dinheiro e organização criminosa praticados pelos ex-gestores da prefeitura de Jenipapo dos Vieiras no período de 2005 a 2013.

As investigações foram iniciadas no ano de 2012 e culminaram com a identificação de um esquema criminoso que se apropriou de recursos públicos por meio de fraude em licitações e sua posterior ocultação com a compra de vasta quantidade de imóveis no interior do Estado do Maranhão, distribuindo-os entre familiares do ex-prefeito do município.

O grupo criminoso atuava desde 2005 dissimulando os desvios de verbas públicas destinadas aos fundos de participação municipal, saúde e educação por meio da contratação de empresas familiares que operacionalizavam as ações, que aconteciam principalmente com o saque em espécie de milhões de reais.

O prejuízo aos cofres públicos, segundo levantamentos preliminares, gira em torno de R$ 92 milhões de reais. Vale lembrar que o município de Jenipapo dos Vieiras apresentou-se como a terceira cidade com menor índice de desenvolvimento humano – IDHM do Maranhão no ano 2010. A Polícia Federal cumpriu 11 mandados judiciais de busca e apreensão nas cidades de São Luis, Jenipapo dos Vieiras e Cedral e, ainda, foi determinado o sequestro judicial de 62 imóveis que estão em nome dos investigados.

A operação contou com a participação de 60 policiais Federais da Superintendência Regional no Maranhão. O nome Hybris da operação vem de Aristóteles, que definia a humilhação de pessoas pelo mero descaso, independente de causa ou qualquer coisa que tenha acontecido ou que elas tenham feito. Hybris não é o acerto de contas por erros cometidos – isso é vingança. Hybris é o descaso que alguém tem pelos outros, ou pelos deuses, quando acha que pode fazer tudo que quiser.

Os envolvidos foram indiciados pelos crimes de responsabilidade, lavagem de dinheiro e associação criminosa, cujas penas máximas podem alcançar 22 anos de prisão.


Elineia Francisca Galvão foi condenada na terça (27) a 27 anos e 11 meses de prisão pela morte do empresário Fernando Henrique Cruz Pinho ocorrida em 2017 em Pindaré-Mirim.

Elineia Francisca Galvão foi condenada a 27 anos e 11 meses de prisão pela morte do empresário Fernando Henrique Cruz Pinho. (Foto: Reprodução/TV Mirante)

Elineia Francisca Galvão foi condenada na terça-feira (27) a 27 anos e 11 meses de prisão após ser levada a júri popular no município de Pindaré-Mirim, a 255 km de São Luís, por encomendar a morte seu pai, o empresário Fernando Henrique Cruz Pinho, ocorrido no dia 6 de julho de 2017, em Pindaré-Mirim.

A polícia concluiu que os tiros que mataram o empresário foram disparados por Cleiton Cerqueira Frazão, que é primo da vítima. O empresário morreu um dia depois do crime no Hospital Macrorregional de Santa Inês, a 250 km da capital, depois de ser baleado ao fazer uma caminhada pela estrada que liga Pindaré-Mirim e Santa Inês.

A primeira prisão do caso aconteceu no dia 24 de julho de 2017. Investigando e ouvindo testemunhas a polícia chegou a Raimundo Nonato Campos, suspeito de pilotar a motocicleta que transportava o atirador. No dia 11 de agosto do ano passado foi preso Felipe Rocha Moraes, por ser suspeito de emprestar a motocicleta. No mesmo dia Elineia Francisca também foi presa.

Fernando Henrique Cruz Pinho. (Foto: Reprodução/TV Mirante

Fernando Henrique Cruz Pinho atuava no comércio de material de construção e aluguel de imóveis na cidade de Pindaré-Mirim.

O crime

O empresário Fernando Henrique Cruz Pinho atuava no comércio de materiais de construção e alugueis de imóveis e era muito conhecido no município de Pindaré-Mirim. Ele foi baleado no dia 6 de julho de 2017 enquanto fazia caminhada em um trecho da estrada entre Pindaré-Mirim e Santa Inês.

Após ser baleado, ele foi levado para o Hospital Macrorregional de Santa Inês onde faleceu no dia 7 de julho.

.

.

Fonte: G1 MA


A Polícia Civil de Barra do Corda, coordenada pelo Delegado Regional Regional Renilto Ferreira e equipe de capturas, prendeu no final da tarde da última segunda-feira (27), nas proximidades do Cartório Eleitoral no Bairro Incra, Rosiclelton dos Santos Carvalho, o “Clelton” de 25 anos, apontado pela polícia como um dos maiores traficantes de maconha prensada de Barra do Corda e suspeito de comandar uma principais “bocas de fumo” da cidade.

De acordo com o delegado Renilto Ferreira, Clelton e sua companheira confessaram durante depoimento à polícia que já atuavam no tráfico de drogas há pelo menos dois anos e meio no município. “As investigações apontam ainda que a maconha comercializada por “CLELTON” vem do Estado de Goiás”, declarou Renilto.

Com o suspeito a polícia apreendeu um tablete de maconha, balança de precisão, material para preparar e embalar a droga para venda e um certa quantidade de dinheiro em notas pequenas, possivelmente fruto do tráfico.

“Destacamos de crucial importância nessa prisão, da colaboração de pessoas de bem desta cidade que ajudaram com informações minuciosas, inclusive fotografias da própria atividade da venda ilícita de entorpecentes. Pessoas como essas fazem a diferença na sociedade” finalizou Renilto Ferreira.


Em um vídeo enviado ao Blog de Adonias Soares, moradores de um povoado de São José dos Basílios mostraram toda sua revolta com o atual prefeito do município Farinha Paé, que vem fazendo uma desastrosa administração desde que assumiu a prefeitura em primeiro de janeiro de 2017.

No vídeo um morador narra o sofrimento de uma senhora doente, que por falta de estrada em condições de tráfego de uma ambulância ou qualquer outro veículo, é transportada numa rede. Uma ato desumano.

Segundo o mesmo morador, ato irresponsável como esse, nunca aconteceu na história de São José dos Basílios.

Casos como esse, só mostra o tamanho do desprezo que o prefeito Farinha Paé tem com a população pobre de São José dos Basílios e o seu total despreparo para administrar o município. Logo ele que se elegeu com o falso discurso de que faria diferente.

E está fazendo diferente sim; só que bem pior. Com a palavra, o Ministério Público.

                                                   ABAIXO O VÍDEO DO DESCASO


O advogado Éder da Silva Lima será aclamado novo Presidente da Subseção da OAB de Presidente Dutra nesta sexta-feira (23) a partir das 09h da manhã no prédio da entidade situado na Rua Coronel João Sena, atrás da Lar-C. O seu companheiro de chama é o advogado Fernando Brasil Sereno.

A escolha de Eder Nogueira por todos os advogados com candidato único, é reflexo de mais de dez anos de atuação na área do direito na região e especialmente em Presidente Dutra, onde já exerceu também o cargo de Procurador Geral do Município.

Em conversa com o Blog de Adonias Soares, Eder Lima adiantou algumas das suas principais bandeiras de luta frente à Subseção da OAB presidutrense. “Com certeza a busca permanente da valorização do advogado e o respeito às suas prerrogativas; não vamos admitir que nenhum profissional do direito seja desrespeitado”, frisou.

No mesmo ato acontece a eleição para a presidência da OAB Estadual. A cobertura completa no Programa Balanço Geral da TV Cidade a partir do meio dia.


Com uma vasta programação, acontece hoje (terça-feira, 20/11) na Quadra Poliesportiva do Alto do Pacote a partir das 13h, o I Encontro Regional dos Povos Tradicionais de Terreiro, cujo tema é, Fé, Direitos e Resistência: A voz da Ancestralidade.

A programação do evento que é promovido e organizado pelo Coletivo
Dom-pedrense de Cultura Afro-brasileira Coletivo Nagô, conta com momento cultural, palestras, tribuna livre, oração cantada e apresentação do Programa Minha Erva, Minha Cura.

O encontro encerra-se com a Marcha Zumbi dos Palmares em alusão ao Dia Nacional da Consciência Negra. Abaixo a programação.


123»» Última
Página 1 de 238