Policiais da 15ª Delegacia Regional de Barra do Corda, coordenados pelo Delegado Regional Renilto Ferreira e equipe de capturas, fechou no último domingo o Show de Prêmios Barra Feliz, uma espécie de loteria clandestina que funcionava na Rua Coelho Neto no Centro da cidade. Durante a operação, a polícia apreendeu várias cartelas que estavam sendo comercializadas e o globo que era utilizado para os sorteios

De acordo com o Delegado Renilto, a loteria vinha funcionando de forma ilegal há bastante tempo, onde distribuía prêmios em dinheiro e bens como motocicletas e até mesmo carros, provenientes da venda de cartelas.

“Tal estabelecimento não possuía empresa constituída, CNPJ e nenhum tipo de autorização, regulamento ou fiscalização dos trabalhos, que eram realizados de forma ilegal e clandestina, movimentando milhares de reais por semana, o que estava sendo investigado pelas autoridades”, declarou o Delegado Renilto Ferreira.

Ainda de acordo com o delegado, o responsável e dono do Show de Prêmios Barra Feliz é Geordane Castelo Branco Araújo que foi detido em flagrante delito e levado a Delegacia para devida autuação.

“Além da contravenção penal de realização de loteria ilegal, a Polícia Civil investiga ainda a existência de possíveis crimes de estelionato e associação criminosa. Diante desse fato, solicitamos que se por ventura alguma pessoa tenha se sentido lesada em algum sorteio ou conheça alguém que possa ter passado por tal fato, que procure a Delegacia ou faça contato pelo whats 99 99230-7936. Em caso de denúncias, sua identidade será preservada”, afirmou Renilto.

Loterias como esta, denominadas Show de Prêmios têm se proliferaram pelo interior do Maranhão. Espertalhões criam a falsa idéia de está ajudando instituições como APAE, entre outras. Eles se comprometem a destinar certa quantia a essas entidades, no final doam um valor irrisório e acabam ficando o com a maior parte do dinheiro arrecadado com a venda de cartelas. Uma forma malandra de burlar a lei que proíbe a realização de Bingos, considerados contravenção penal por ser um jogo de azar. E tudo isso na cara do Ministério Público Estadual que nada ver e nada faz; ou não quer fazer.

adonias

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com