Depoimento de testemunhas é adiado.

Desculpas

Promotor Lindonjonson e a Juíza Rosa Maria.
Promotor Lindonjonson e a Juíza Rosa Maria.

Primeiro minhas desculpas aos internautas pelo atraso na postagem dessa matéria. Os provedores de internet locais não tem dado suporte necessário para que possamos trabalhar e o modem da TIM é uma lástima. Mas, vamos lá.

A audiência do recurso que pede a cassação do diploma da prefeita Irene Soares começou com mais de duas horas de atraso. Mais uma vez a audiência foi comandada pela Juíza Eleitoral da 54ª Zona Rosa Maria da Silva Duarte. Foram ouvidas primeiramente as testemunhas da coligação Mudança Já (Juran) Rogério Moraes, a Presidente da Associação do Angical e mais uma vez Aldecina Lima da Rodagem. Da coligação Presidente Dutra Unida e Forte (Irene) foi ouvido apenas o senhor Valdete proprietário do ônibus apreendido durante a campanha eleitoral carregado de tijolos na cerâmica do Aristeu, fato que gerou o famoso caso do Zé do Tijolo. O depoimento de Valdete terminou por volta das duas e meia da manhã, razão pela qual a juíza adiou para o dia 21 de maio os depoimentos de Messias Moraes e Orfileno Gomes. Por uma questão de praxe o Oficial de Justiça Allan fez a chamada dos representantes maiores das duas partes, somente Juran Carvalho e Fernando Gonçalves estavam no local, Irene Soares e Zezão não compareceram. Do lado de fora muitos curiosos acompanhavam cada detalhe. O blogue teve acesso a algumas informações sobre o depoimento de Valdete.  Ao ser interpelado pelo promotor Lindonjonson Gonçalves sobre o transporte de tijolos no período eleitoral em um ônibus contratado para transportar alunos, Valdete disse que possuía dois ônibus, que aquele que estava carregado de tijolos não era o do contrato com a prefeitura. Ele falou que usa um para transportar os alunos e outro para transporte de material de construção e madeiras, e disse ainda que transportava um grande número de passageiros por dia da Sede para o povoado São João da Lagoa. O promotor pediu para anexar aos autos um outro processo movido por ele com fotos do mesmo ônibus transportando alunos com diversos cartazes e adesivos de Irene pouco antes de começar a campanha eleitoral do ano passado. Segundo os advogados da coligação Mudança Já, o depoimento de Valdete foi bastante comprometedor, na opinião deles “o depoente faltou com a verdade na maior parte do tempo, o que será comprovado com as diligências encaminhadas á Juíza Eleitoral” argumentaram.

3 Responses

  1. Caro Adonias, uma pergunta veio a tona esses dias após o não comparecimento da Prefeita e seu vice Zé tijolo.
    Afinal a presença dela na adiencia e favoravel a quem?

    Resposta: A ninguém. Tanto ela quanto Juran, não eram obrigados a comparecer. Nennhum dos dois iria depor, poderiam acompanhar na qualidade de ouvintes. Desnecessária a presença deles.

  2. Adonias o senhor Valdete não passa de um baita mentiroso. Eu conheço o Calumbi, vi o ônibus na porta da delegacia e posso te comprovar que aquele mesmo ônibus é o que levava os aluno. como ainda este ano estava levando, seugundo as informações que tive. Se Valdete tem dois ônibus eu desconheço e creio que todo o povoado São João também desconheça.

  3. adonias por onde anda o Sr carlos fialho principe consorte que depois da eleição fez tanta maracutaia que sumiu e pq a Sr “tica”,esposa do come e dorme junior pezão, funcionaria do TRE não esta sendo citada neste processo?afinal quem dentro de presidente dutra não sabe que houve conivencia da parte dela no favorecimento do resultado desta eleição.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade
Arquivos do blog