Jovem morre por negligência do Hemomar e da SES

Jovem faleceu na manhã desta sexta-feira
Jovem faleceu na manhã desta sexta-feira

Um jovem de 16 anos natural de Barra do Corda, identificado como Vinicíus Cordeiro Carvalheiro que estava internado no Hospital Dr Tarquínio Lopes, o mesmo Hospital Geral ou Hospital do Câncer faleceu na manhã desta sexta-feira (10), após ser vítima de negligência do Hemomar e da secretaria de Estado da Saúde.

O jovem lutava contra a vida desde o ano passado, quando foi internado em novembro diagnosticado com leucemia aguda, comum entre jovens dessa idade.

Foram sete meses de luta, de apelo da família que não obteve nenhuma resposta dos órgãos competentes. Na última terça-feira o jovem foi novamente internado, mas desta vez em estado grave com as taxas de plaquetas muito abaixo do normal.

O garoto necessitava de sete bolsas de plaquetas para se manter vivo. Diante disto, um dia após a internação, na quarta-feira, o pai se deslocou de Barra do Corda com seis pessoas as 4h da manhã que se prontificaram a fazer a doação.

Ao chegar no Hemocentro, o pai, dois policiais militares, o filho mais velho e uma funcionária da secretaria de saúde da cidade de Barra do Corda, foram informados por uma enfermeira que é responsável pelo procedimento e um plantonista que não poderiam fazer a doação.

O pai denuncia ainda a forma agressiva em foram tratados pela profissional. Ela teria dito que não era apenas o filho dele que precisava da doação e que ele teria que esperar.

O pai não aceitou o fato de ter se deslocado de Barra do Corda com mais seis pessoas e não poder fazer a doação, sendo informados que não havia nenhum tipo de solicitação feita pelo hospital para doação de plaquetas à vítima e que a família teria que entrar em contato com a direção do hospital.

O homem entrou em contato com a esposa que estava no hospital e pediu que ela tentasse resolver a situação. Ao dirigir-se ao laboratório do Hospital Geral, a mulher foi informada que a situação estava sob controle e que as plaquetas seriam disponibilizadas a Vinicius.

Na tarde de quarta-feira, por volta das 15h30, chegou na sala do jovem apenas uma bolsa de plaquetas, sendo que ele precisava de sete para se manter vivo.

Ontem o pai gravou um vídeo apelando ao secretário de saúde Marcos Pacheco que o ajudasse a contornar a situação e salvasse a vida do seu filho, mas de nada adiantou.

Na manhã de hoje, a família foi informada que o jovem não resistiu tendo ido a óbito. Aqui fica mais um registro do descaso de profissionais da saúde  que não se preocupam e fazem “corpo mole” quando a questão é salvar a vida do próximo. A vida de um jovem de 16 anos interrompida e uma família desconsolada.

Assista o vídeo em que o pai faz o apelo;

.

.

Do Blog de Luis Cardoso

Publicidade
Publicidade
Arquivos do blog