Por Sukarno Cruz Torres

A política de Presidente Dutra surpreende a cada nova versão. Foi dada a largada, nesta semana, começa efetivamente o período eleitoral. Cada ano muda as maneiras de assédios aos eleitores, são novos ‘presentes’, novas ofertas de cargos e novos conceitos para Aliados, Parceiros e Conchavos. Quem era antes tido como Aliado, agora é a pessoa do patrocínio da campanha e, alguns aliados viraram relações de Conchavos Políticos, onde o céu é o limite para as demandas e ofertas, uma verdadeira mixórdia de desejos. Infelizmente os interesses próprios pesam sempre nessas formas de relações.

Podemos separá-los, o Aliado é a pessoa que passa orientação quando as equipes tomam decisões ou precisam de apoio, sempre que solicitado, é cheio de conhecimentos. Nesse caso, estão às pessoas de confiança, aquelas que NÃO são consideradas ‘bajuladoras’, são pessoas que agregam valores aos candidatos. Em Presidente Dutra existem muitas pessoas com este perfil. Temos nesse seguimento alguns professores, bancários, lojistas, pessoas da comunidade com conhecimentos em áreas específicas, enfim, pessoas interessadas em trabalhar com as equipes.

O Aliado é sempre procurado pela sua especialização. O parceiro é mais humano, é aquele que está ao seu lado, ou seja, é seu amigo, você pode contar com ele pra tudo e nas horas mais diversas. Um detalhe que consta no parceiro é o mais importante, ele não tem interesses escusos. Quem é seu parceiro quer o seu bem e ponto final, não existe nenhum interesse além da sua amizade e do bem comum. O Parceiro preza sempre pelos valores morais e éticos.

Finalmente, temos a relação mais perigosa, com os oportunistas abertos para Conchavos. São aqueles que em épocas de eleições estão por ai, sempre solícitos, esperando uma oportunidade para ‘negócios’ que os favoreçam. Quem era adversário em campanhas anteriores é agora do mesmo grupo político e, as ‘mazelas’ antes expostas de ambos os lados, agora são convergentes, andam na mesma direção. Dizem que alguns candidatos são capazes de pisar no pescoço da própria mãe se este for o caminho para a sua eleição. Os Conchavos são geralmente os conluios, uma maquinação com objetivo interesseiro e ilícito. Os Conchavos se aproveitam das fraquezas da sociedade e, colocam como objeto de ‘negócios’ as mais diversas e vergonhosas negociatas, sempre levando em conta os seus próprios interesses e dos seus mais próximos.

Caso a nossa sociedade não tome medidas com atitudes fortes e decisivas, poderemos presenciar um CONTINUÍSMO devastador em Presidente Dutra. Precisamos de renovação urgente.

“O limite da ambição é a ética. Quem, em nome da ambição, despreza os valores éticos, ambiciona mal.”

Vamos continuar usando esta “ferramenta” preciosa, para alertar sobre os fatos que consideramos graves e de desconsideração de toda a nossa população.

Eleitores, vocês cidadãos de Presidente Dutra, tomem as rédeas do vosso destino.

adonias

Comentar

COMENTÁRIOS (3)

  1. iedabandeira

    10/07/2012

    O mal da reeleição é só mesmo o disperdicio, de tempo, e do dinheiro público, se os eleitores votarem novamente nos mesmos administradores, aí tudo estará perdido pq não haverá a quem reclamar os descasos, os ricos ficarão cada vez mais ricos e os pobres, mais pobresss, pobres, pobresssss!!!!!!! vale a pena lembrar isso no dia da eleição……

  2. ESPECTADOR

    11/07/2012

    O amigo escreve muito bem, tem boas ideias e opinião acertada, mas a mensagem fica meio turva, com mais simplicidade sua mensagem vai atingir mais leitores e surtir mais efeito, parabens…leio todos susas postagens…abraço.

  3. Paulo Silva

    12/07/2012

    Caro amigo Sukarno, concordo com o “espectador”. Como estamos em um período em que todos acessam com maior frequência o blog, uma mensagem mais simplificada ajudaria bastante o entendimento.

Deixe uma resposta









*


Facebook
Twitter
Instagram