Por: Sukarno Cruz Torres

Sempre que leio uma nova informação na internet, antes de qualquer coisa, tiro a conclusão que posso aumentar os meus conhecimentos com a nova leitura, acredito que informação e conhecimento nunca são demais. A Informação, aliás, a “boa” gestão da informação, só tem a acrescentar a uma sociedade. Não podemos ficar excluídos deste processo, se permitirmos essa exclusão, seremos reféns meramente dominados pelos “detentores” dessas informações e tecnologias.

Entendo que sejam nesse pensamento que são criados os blog’s e redes sociais, com o propósito de aumentar o conhecimento e informação de todos os internautas. É verdade que nem sempre temos 100% de conteúdos confiáveis e aproveitáveis. Como tudo na vida, temos que saber filtrar o que serve e, o que pode ser desprezado. A internet, como já sabemos, transformou a vida das pessoas desde que surgiu. Através dela muitas mudanças ocorreram. O modo em que as pessoas começaram a se comunicar e buscar informações mudou muito, principalmente ao que diz respeito à velocidade dessa comunicação.

Hoje em dia temos acesso a notícias praticamente em tempo real, o mesmo acontece com conversas on-line, seja através somente de textos como também com o auxílio da webcam. Na internet temos acesso a praticamente tudo: informação imediata, cultura, entretenimento diversificado, conteúdos destinados ao público adulto, enfim, inúmeros segmentos. Cabe a cada um dos leitores internautas, analisar bem e ter bastante cuidado com o que é lido na internet.

Para refrescar um pouco a memória dos mais antigos e levar conhecimento aos mais novos, vale recordar, que em Setembro de 1945, a informação era tão difícil aqui em Presidente Dutra, por exemplo, que o nosso primeiro cidadão Presidutrense a administrar o município (01/09/1945 à 24/11/1945), Sr. Nelson Sereno (in-memory), foi nomeado como Nelson Sereno de ‘Meneses’. Erroneamente, foi incluído ao seu nome o sobrenome de sua esposa, tendo em vista à ausência do indicado e a distância da capital para confirmação da informação em tempo hábil para sua nomeação. Nelson Sereno ficou pouco tempo no cargo. Anos mais tarde, foi eleito vereador na primeira e terceira legislaturas da Câmara Municipal de Presidente Dutra.

Com a evolução da informação, em Presidente Dutra estamos ‘antenados’, temos alguns meios de comunicações que são verdadeiros formadores de opiniões e, que todos os dias estão sempre levando conhecimentos e informações aos leitores internautas. Temos uma variedade de artigos e matérias tratando de assuntos importantes e críticos para nossa sociedade, pois temos, no município, verdadeiros contrastes entre pobreza e riqueza, cultura e ignorância e em alguns setores, há um extremo abandono com relação à saúde, educação, segurança, etc.

As gestões do conhecimento e da informação são extremamente importantes nas sociedades para que possamos evoluir como seres humanos e podermos exercer nossa cidadania e, com isso, cobrarmos, inclusive, respeito e uma melhor estrutura política, social e cultural. Nada justifica a violência do “tráfico de influências” entre os políticos e a dominação do conhecimento e da informação para benefício próprio ou de alguma classe.

No mundo globalizado, com a necessidade cada vez maior da rapidez nas informações, as Redes Sociais e os Blog’s, estão dentro dos meios de comunicações que mais força e influência possuem. Neste ano temos o período eleitoral, a informação e o conhecimento que o cidadão deve ter de cada político e, entre eles alguns supostos candidatos a um cargo público, têm papel fundamental. É importante que o cidadão tome conhecimento de todas as atividades desenvolvidas pelos candidatos, desde o planejamento de suas propostas, até sua suposta execução propriamente dita. É necessário saber, se os argumentos são apoiados por informação e conhecimento, ou meras promessas, vagas e inúteis.

adonias

Comentar

COMENTÁRIOS (5)

  1. Astuto Matuto

    23/05/2012

    Qualquer semelhança entre o artigo do Sr. Sukarno e o artigo A Gestão do Conhecimento e a Importância da Informação na Sociedade Moderna, de autoria de Tânia Rosa Cascaes Ferreira; Décio Estevão do Nascimento; Hélio Gomes de Carvalho, publicado em 29/03/2008 no site: pt.shvoong/books/1796946 é mera coincidência. De qualquer forma parabenizo o articulista pela competencia de adaptação do texto.

  2. Carlos Henrique

    23/05/2012

    Parece-me que a informação não era dificil só em setembro de 1945 como diz o Sukarno. Ela continua dificil em maio de 2012 porque o nome do prefeito exemplificado por ele era “Nelson Sereno José de Meneses”. Esse ‘Meneses’ nada tem a ver com o sobrenome da esposa dele. É apenas uma coincidencia.

  3. Sukarno Cruz Torres

    23/05/2012

    Caro Carlos Henrique,

    O artigo publicado é fonte de pesquisa, não foi escrito aleatoriamente. Como não sou jornalista e nem historiador, tive a humildade de fazer uma pesquisa sobre o tema antes da explanação, adequando ao proposito que eu tinha em mente no momento.

    No tocante ao seu argumento sobre o texto, informo a você, que foi extraído do livro escrito por nosso conterraneo e amigo, JOSÉ PEDRO DE ARAÚJO FILHO, sob o título “VIAJANDO DO CURADOR A PRESIDENTE DUTRA”, concluído e publicado em 2007.

    É o livro que recomendo a leitura e que todo presidutrense deveria ler, é demasiadamente cheio de riquezas de detalhes contando a história de nossa cidade.

    Carlos Henrique procure por este livro, você só terá ganhar em termo de conhecimento.

    Página 162 do livro

    “NELSON SERENO (01/09/1945 A 24/11/1945)
    Filho de Pedro Sereno e Felisbela Félix Sereno, era natural de Presidente Dutra, onde nasceu em 18/05/1920. Foi o primeiro cidadão presidutrense a administrar o município. Atestando como se dava as indicações políticas na distante capital, muitas vezes longe da presença do indicado, no decreto que trazia a sua nomeação, o nome de Nelson Sereno aparece como sendo Nelson Sereno de Menezes, agregando ao seu o sobrenome de sua mulher.”

    Na página 15, destinada aos agradecimentos, está escrito o que segue:

    “Obrigado àqueles que com tão boa vontade e paciência relataram e repetiram os fatos que estão aqui narrados.”

    “….A dona Teresinha Sereno, que no papel de esposa de Nelson Sereno, vivenciou muitos dos fatos por nós narrados e confirmou a veracidade do que relatamos neste trabalho.”

    Meu caro Carlos Henrique, desta forma, espero que eu tenha esclarecido a origem da informação por você contestada.

    Aproveitei a oportunidade e enviei um e-mail ao escritor do livro com a contestação da informação e, tão logo eu receba a resposta enviarei ao Adonias, que com certeza terá a maiior boa vontade de enviar para o seu conhecimento.

    Fica com Deus, um forte abraço!

  4. Eike

    25/05/2012

    Sukarno Cruz,

    È de admirar suas colocações, sei que voçe reside em são Luis -Ma, e possui laços de familia em Presidente Dutra, voçe esta contra o grupo da prefeita Irene? pois o que sabemos é que voçe e toda sua familia sempre esteve com a prefeita e o ex. deputado Remy, dizem até que seu emprego foi ele quando era deputado que lhe aranjou, ou é mentira? toda sua familia sempre comeu nas panelas da prefeita, voçe sabe para onde foi parar os R$ 500,000,00 da saúde que sua cunhada até hoje não soube esplicar, foi gasto com tratamento de catarata? e existe muito mais. Sukarno, baixe tua bola que todos de Presidente Dutra sabe quem é quem neste municipio, este grupo que todos voçes fazem parte ainda não perecebeu que esta cidade cresce e estas familias que se dizem tradicional vão ficar de fora do processdo de gestão deste municipio, pois todos so querem se dar bem, ou não?

  5. Sukarno Cruz Torres

    25/05/2012

    Nobre ‘EIKE’, olha, a minha tranquilidade com relação ao que você diz é tamanha, que me sinto confortável pra te responder, mesmo sem saber se o seu nome é este mesmo. A boa educação manda as pessoas se apresentarem, até quando é pra falar mal dos outros, como é o seu caso.

    Anota ai: Meu nome é SUKARNO CRUZ TORRES, 45 anos, e como pessoa física, assumo os meus atos e não respondo pelos atos alheios. Eu nunca trabalhei para nenhum órgão público. Trabalho para iniciativa privada desde os meus 14 anos, estou na mesma empresa ha 16 anos, anteriormente prestei serviços a outras 04 empresas: Banco do Brasil, Nativa Engenharia, Proplan Engenharia, Planor Construções. Durante a prestação de serviços, sempre exercendo cargos de chefias, nunca ganhei mal, sempre fui reconhecido pelos meus esforços e competência. Sou independente, o que eu tenho foi comprado com o esforço do meu trabalho. Como você pode observar, no meu curriculum não possui nenhum órgão de administração pública.

    Não faça nivelamento de uma família, nunca. Pois talvez você não tivesse o mesmo conforto se mostrasse aqui a qual família pertence, onde trabalha, o que fez e o que faz para ganhar a vida.

    Acredite, tenho todo este conforto para escrever o que eu quero e, onde eu tiver oportunidade de expressar as minhas ideias e opiniões, pois não tenho rabo preso com ninguém. Se quiser debater diretamente comigo, faço a você o desafio e vamos ver quem tem telhado de vidro.

    Realmente você não me conhece. Sou assumidamente contra a atual Administração Pública Municipal, basta ver isso nos meus comentários aqui postados anteriormente, não escondo de ninguém. Eu nunca precisei da Prefeitura pra nada, agora se alguém da minha família precisou que eles venham a público e se defendam, ou você responde pelos seus parentes.

    O Remy nunca me arrumou emprego nenhum. Posso afirmar categoricamente que é mentira esta sua afirmação. Se você conhece alguma empresa que eu trabalhei e fui contratado a pedido dele, me diga, talvez eu ainda tenha tempo de pedir minha indenização.

    Resumo: a inveja é uma merda, mas ninguém atira pedra em árvore que não dá frutos.

    Caro amigo, se estou te incomodando, relaxa…, ainda vou escrever aqui bastante tempo, enquanto o Adonias Soares permitir e, parece que é esta a vontade dele.

    Mesmo assim, desejo a você tudo de bom, que você seja feliz. Eu vou continuar cuidado da minha saúde, pois da minha vida parece que você está cuidando.

    Fica com Deus, um forte abraço.

Deixe uma resposta









*