Por Sukarno Cruz Torres

Definimos o caráter, como conjunto de qualidades (boas ou más) que distinguem uma pessoa, sua formação moral e honestidade. Este é o conceito geral para esta palavra.

Através do seu caráter o homem cria suas ambições e, até ai, tudo natural, pois um homem deve sonhar e ter ambições. Mas qual é o preço que o homem está disposto a pagar por isto?

Sim, e o que tem a ver este argumento com a política de Presidente Dutra? Tudo.

O caráter é uma qualidade inerente somente a uma pessoa, pois é o conjunto dos traços particulares, o modo de ser desta; sua índole, sua natureza e temperamento. É o termo que designa o aspecto da personalidade responsável pela forma habitual e constante de agir peculiar a cada indivíduo.

As culturas antigas costumavam declarar quando de uma pessoa de índole confiável: “Pessoa de caráter forte”. Quando o caráter – presença inerente no ser – é forte, significa que por mais maravilhosos ou recompensadores os caminhos possam parecer, há sempre um sentimento de alerta dentro, que indica aquele como um caminho errado, mesmo que no momento possa parecer o correto.

O caráter faz ver além, nas consequências dos atos de hoje, e não pode ser adquirido ou estudado ou mesmo aprendido.

Ter ambição não é nenhum pecado. O problema é quando a ambição conflita com a ética. Ambicionar ascensão social e profissional é razoável. Não há nada de condenável nisso.

Hoje em Presidente Dutra, podemos afirmar sem medo de errar, que em certos ‘grupos’ no meio político e setores próximos, as palavras ética, caráter e ambição, estão banalizadas e sem valores nenhum. Não existe valor moral, ético, lógica, nem ideal para defender. Interesse próprio é o que reina no meio.

O político bom é transparente, acessível, fiel a suas ideias e ciente de suas possibilidades.

O limite da ambição é a ética. Quem, em nome da ambição, despreza os valores éticos, ambiciona mal. Esse tipo de ambição é nocivo. Querer ser rico a qualquer custo, por exemplo, é ambição desmedida, que conflita com os valores morais. Vencer, ascender e prosperar, é decorrência natural das nossas ambições e do que fizemos para realiza-las. Afrontar, desprezar, confrontar, agredir os valores éticos em nome dessa ambição, todavia, deve merecer o nosso repúdio.

A ambição material a qualquer custo, sob quaisquer condições, é algo que deve merecer o nosso mais veemente desprezo, sobretudo se o ambicioso exerce funções públicas. Devem ser defenestrados sumariamente e sem demora, dos quadros da política.

Sukarno Cruz Torres é Presidutrense, mora em São Luis, é Analista Financeiro e Técnico em Contabilidade

adonias

Comentar

COMENTÁRIOS (7)

  1. Professor O. Neto

    19/05/2012

    Gostei do seu artigo a ambição´de crescer, ascender é louváavel só não pode conflitar com a ética. O respeito à ética, a moral a aos valores civilizados foi totalmente desrepeitada em Presidente Dutra nestes últimos dias, o grupo político que hoje se encontra no poder no afã de conseguir viabilizar mais uma vez seu projeto político desrepeita a convençao de um partido que tinha eleito democraticamente seu presidente derrubando-o da prresidência e esse ato é mais indigno quando participa dessa ação o Presaidente do Diretório Regional que tinha participado da convenção e consequentemente assinado a Ata da mesma concordando com o que tinha sido feito. Este presidente estadual numa decisão ditatorial resolve dissolver um diretório eleito pelas vias da democracia entregando a outro.
    Mas me parece que dessa decisão ainda cabe recurso ao Diretório Nacional é esperar pra ver.

  2. Rocha

    19/05/2012

    Essas palavras são a mais pura verdade, mas já era de se esperá desse grupo, inclusive do Sr. Raimundo da Audiolar, caráter e ética são termos que ele deve ser profundamente desconhecedor, até pq ele não estudou para saber o que significa essa atitudes, quanto a isso ele deve ser perdoado, pois até deus deu perdão aos seus assassinos, pq eles também não sabiam o que fazia. Mas pq o Sr. Raimundo não sabe o que faz é que o povo de Presidente Dutra não vai colocá-lo na prefeitura, nossa cidade tem que ter como prefeito uma pessoa que possa nos representar a altura, que tenha competência, que seja sério, tenha caráter e além de tudo comprometido com nossa cidade e com os bens público. e pra isso noso povo tem um nome forte a sua disposição que o Dr. JURAN CARVALHO.

  3. Rafael

    19/05/2012

    Adonias mais uma vez venho utilizar do seu espaco, para que juntos procuremos respostas para algumas perguntas que circulam em varios “senadinhos” pela cidade. Sera que o grupo da prefeita ai se manter unido, Zezao e Aristeu representando os Nunes, Lindomar e os Lucenas, aceitaram as imposicoes de raimundinho? Quem sera o vice de Raimundinho? Sera se Dr Orlando apos toda aquela usurpacao de sua candidatura em 2004 continuara com o grupo Irenista dando apoio a Raimundinho? Quanto ao Juran, sera se perdera alguma peça, como por exemplo, Ronaldo e D. Mirtes? Como se portara a terceira via? E o Fernando, mantera a candidatura da filha Priscylla? Sao perguntas que rolam pela cidade sem respostas. Adonias voce como eximio jornalista e blogueiro poderia transmitir atraves desse blog, sob a forma de post, ou n, esses questionamentos, se possivel com algumas respostas ou com o que voce acha que pode acontecer. Obrigado pelo espaco. Um Forte abraco, Rafael.

    Resposta: Primeiro meu amigo Rafael: Você me ofende quando diz que este espaço é meu. Este espaço é seu, é nosso e de todos os internautas que utilizam para debaterem suas idéias e pensamentos. Vamos às suas indagações. Vou tentar responder.

    1) Acredito que haverá mais um baixa no grupo da prefeita. Com Zezão e Aristeu lançando candidatura própria ou compondo com outro grupo.
    2) Apesar de achar o Dr. Orlando Pinto um político sério, o considero um político de grupo e por isso, acredito que ele permanece no grupo da prefeita que é o seu também por sua coerência.
    3) Com o lançamento da pré-candidatura de Raimundinho pela prefeita Irene Soares, acho que a Terceira Via racha, com membros se dividindo pelos grupos que disputarão a prefeitura este ano, pois seu maior expoente, Zezinho da Construtorres é irmão do candidato da prefeita.
    4) Acho que nesta movimentação toda feita pelo candidato da prefeita Irene Soares Raimundinho da Audiolar, o que menos perde é o pré-candidato Juran. Dona Mirtes nunca falou publicamente que não acompanhará Juran. E Ronaldo em entrevista a este Blog disse que: “Só não fico com o Dr. Juran se ele não me quiser” e quem conhece o caráter de Ronaldo sabe que ele não volta atrás naquilo que fala.
    5) Com certeza o empresário Fernando Sá manterá a candidatura de sua filha, a deputada estadual Priscylla Sá que deverá assumir o mandado nos próximos dias. Como se ver, os “arrufos” e o poder econômico da prefeita e do seu candidato renderam mais zoada do que dividendos políticos. Mas, em todo caso, é melhor aguardar mais um pouco. Obrigado pela participação e um grande abraço pra você Rafael.

  4. paulo

    19/05/2012

    achei suas palavras muito bem colocadas para saber o que significa, mas mas a pessoa que essas sao direcionadas nao vale nada, por que nao sabe o significado, só se tiver um tradutor a seu lado.srsrsrsrsrs

  5. Jéssika

    19/05/2012

    Eu quero saber em qual lugar do Brasil,seu Sukarmo a política partidária segue a ética,princípios e valores como você o defende tanto? Seria muito bom e importante que as pessoas tivesse esse entendimento e realmente praticasse, mas infelizmente você que pareçe que é assim meio psicólogo, nunca vai encontrar esse caráter em político algum, até mesmo porque hoje eles podem ser oposição e daqui a alguns anos poderão estar no mesmo palanque se abraçando e se elogiando. Só sei de uma coisa que o mais importante é você não guardar mágoas porque esse tipo de política é assim mesmo.

  6. Rafael

    19/05/2012

    Meu amigo Adonias, foi forca de expressao quando cito como o “seu espaco”, sei que este é um espaco de todos. Obrigado mais uma vez.

  7. João

    20/05/2012

    Os partidos políticos funcionam de acordo com determinada lógica que geralmente procuram fazer coincidir com interesses de, pelo menos, uma parte dos grupos em que atuam. Contudo, muitas vezes obedecem a dinâmicas próprias que podem até colidir com as grandes demandas sociais, colocando em risco a estabilidade da cidade. Nessas circunstâncias a estabilidade governativa pode ser seriamente afetada, contribuindo essa realidade para a emergência de crises de maior ou menor, infelizmente tais crises que podem trazer algum dano ao municipio.
    Existindo razão de importância e preocupação relacionada com a postura do candidato na disputa ao cargo. Por razões diferentes, e cada vez mais claras, não têm condições de assegurar a estabilidade de que o municipio necessita. O candidato, não tem noção do atual governo, ao encarnar o papel de pré-candidato desse partido, que passou a digladiar-se com outro, que defende o candidato ao qual lhe interessa para substitui – lo e ser representante legal de seu grupo político. Esta situação ao dividir profundamente o partido que o fez politico, representa um fator de desinstabilidade procurando outro partido político como uma trincheira de luta partidária, sendo esta uma solução encontrada pelo adversário que o teria traído de inicio não aceitando o como seu candidato e intitulando-se candidato amigo do Governo.
    Já se iniciou a caminhada politica, uma pré- candidatura oposta à outra ala, também não a pode garantir. Nos termos da Constituição, diferentes poderes não poderão ter condições de assegurar o equilíbrio e a harmonia entre eles, em prol do desenvolvimento do municipio estável e da função exercida. Mas um municipio adormecido à sombra de acríticas e desequilibrio administrativo, amizades nutridas e solidificadas por longos anos de interesses pelos membros que o fazem parte não é solidificado, observemos a postura do hoje, sejamos democráticos com visão lógica e coerente.

Deixe uma resposta









*