Por Sukarno Cruz Torres

 

É importante que os próprios jovens comecem, desde a escola, a interessar-se pela política e atuem diretamente, cobrando responsabilidades de Governantes, propondo ações e participando de fóruns, conselhos e eleições.

Se analisarmos a história do País, veremos que praticamente todas as importantes mudanças e conquistas da nação brasileira, contaram com a participação ativa da juventude.

Atualmente, a juventude é a faixa etária com maior número de brasileiros e precisa estar presente em todas as instâncias de necessidades da vida do povo para enfrentar os desafios sociais existentes e ter condições de criar bases para o desenvolvimento do país. Por isso, é fundamental que os jovens se organizem, participem diretamente da política e pratiquem a democracia participativa.

A juventude é vista, muitas vezes, como problema e solução para o país. Do mesmo modo que ouvimos expressões como “juventude perdida”, “juventude viciada, violenta”, escutamos frases célebres como “os jovens são o futuro do Brasil”.

Recentemente saímos às ruas à busca do direito ao voto para Presidente da República, na campanha das Diretas-Já. Em 1992, voltamos às ruas e pintamos os rostos pelo “impeachment” de Collor no movimento dos “Caras-Pintadas” que foram fundamentais para o resgate da soberania e da democracia do nosso povo.

Os jovens devem estar cientes dos acontecimentos políticos em seus Municípios em que vivem, bem como fazer um chamamento à responsabilidade de todos os jovens para que assumam de fato, e de direito, o seu lugar na condução dos destinos administrativos de seus Municípios.

Já não é mais aceitável que nossos adolescentes inteligentes, dinâmicos e criativos fiquem relegados a planos secundários ou totalmente ignorados nos programas e projetos administrativos dos Municípios.
Jovem, é chegada à hora de se fazer uma política onde a juventude seja de fato a prioridade em uma administração.

Você jovem é a alavanca necessária para dar o inicio, uma revolução administrativa, onde a participação do cidadão é fundamental para, com a transparência necessária de todos os atos administrativos, mostrar que apesar da carência de recursos, pode muito bem, propiciar a todos os segmentos da sociedade uma perspectiva de vida superior a que ofereceram, se é que ofereceram alguma coisa.

Jovem, você já parou para pensar nesta pergunta:

“Quando algum jovem foi chamado para ser um co-autor na condução dos destinos de seu Município?

 

Sukarno Cruz Torres é Presidutrense, Analista Financeiro e Técnico em Contabilidade

adonias

Comentar

COMENTÁRIOS (4)

  1. Terceira Via

    07/04/2012

    Caro amigo, Sukarno Cruz!

    O PSB de Presidente Dutra tem a mesma opinião sobre a juventude, eu como um jovem enganjado na política percebo que a juventude só tem um lugar ao sol no momento em que tira seu título de eleitor, e o que a Juventude Socialista do PSB quer é que participamos mais ativamente dos destinos políticos, não tão somente da nossa região, mas do país como um todo, o primeiro passo para mudarmos essa corrupção que se assola pelo nosso país, estado e o nosso município tem que acabar, chega!!! Mas para isso O JOVEM independentemente da classe social, razão social, etnica e religiosa tem que olhar para dentro de si e realmente perceber que ele faz parte do processo de mudança, e essa mudança tem que acontecer, por isso aos jovens que irão ler este post, peço que reflitam sobre o seu futuro, pois independentemente do que pessam alguns jovens… o futuro não está tão distante assim.. e nossas escolhas hoje nos acompanharão pelo resto da vida.

    Convido a todos os jovens a fazerem parte da Juventude Socilista do PSB e conheça o nosso projeto político para Presidente Dutra e em especial para a Juventude!

    Welligton Kleber
    Juventude Socialista Brasileira
    Presidente Dutra – MA

  2. Junior BSB

    08/04/2012

    Para Welligton Kleber
    Nem vou comentar sobre o postado pelo cidadão Surkano, afinal, além de conter vários erros gramaticais, têm vários problemas de coesão e coerência.
    Agora sobre você, chamando os jovens a entrarem na briga por algo melhor, chamando a conhecer a filosofia do seu partido, por favor né?
    Será qual seria sua proposta? Mais praças, quadras esportivas, cursos profissionalizantes gratuitos, projetos sociais que retirem os jovens das ruas, melhorar as escolas, trazer faculdades, pólos pra Presidente Dutra??
    Me poupe né? quer chover no molhado?
    É justamente pro jovens como você que nossa cidade continuará igual, pois vocês são apenas marionetes de políticos que querem subir às custas da luta dos outros.
    Quantos movimentos apartidários você já fez? aliás, até partidários, quantos já fizeste?
    Só pegando o gancho e já falando com o Sr. Surkano, dentre os vários pontos que colocastes, lembre-se, não existe essa de jovem ser prioridade, se você não lembra, mas nossa constituição diz, direitos iguais, então, o velho, o novo, o jovem, adolescente, a criança, quem quer que seja, deve ser tratado de forma igual, ser prioridade. Ou seja, a prioridade é uma boa administração em todos os sentidos, em todas as classes, com a distribuição de renda, não a concentração.
    Sr. Surkano, só pra não me prolonga comentando sua redação (que foi até uma ótima ideia, mas colocada totalmente fora do contexto), sua frase final, pense antes de escrever, e se a ideia não ta boa, não redija, afinal, eu como jovem, nunca parei pra pensar isso, porque não convêm pensar, afinal, leia um pouco a constituição, ou sobre administração pública, e veja, que não é nem preciso ser chamado, existe um termo chamado LIVRE INICIATIVA, ou INICIATIVA POPULAR, que é justamente essa ferramenta. Outra coisa jovem, os políticos que estão hoje, são nossos representantes, assim como diz a constituição, logo, se queres algo, cobre deles, apresente projetos, não fique estagnado, esperando a boa vontade de alguém lhe chamar pra algo. E ninguém é chamado pra ser co-autor na condução de qualquer que seja o lugar, tem-se que conquistar esse lugar. Quantos professores são chamados (sem greve) a ser co-autor, autor, partícipe de projetos na educação (não vale professor partidário).
    Quantos médicos são chamados pra ser co-autor na saúde?
    O jovem, quando quer, corre atrás, vide a manifestação pela legalização da maconha, ou as paradas gay, ou o movimento por passe livre em tantas cidade. Detalhe, não precisou-se de nenhum movimento de jovens partidários, apesar que os lobos estavam lá pra tentar abocanhar alguns cordeiros.
    Existem outras formas de chamar a atenção do jovem, e não pense que o jovem está alheio a tudo que está ao seu redor, apenas duas coisas lhe deixam paradas à política partidária, A CORRUPÇÃO SEM FIM e a EDUCAÇÃO!

  3. Sukarno Cruz Torres

    08/04/2012

    Junior BSB = Anônimo

    Comentário: apócrifo.

    Valor agregado:ZERO

  4. Paulo

    09/04/2012

    Caro Sukarmo,
    Sua análise foi bastante coerente com o cenário de nossa cidade. Se ficarmos de braços cruzados, será bem pior.

Deixe uma resposta









*