Atual governador Reinaldo Azambuja (PSDB) foi reeleito para o governo de Mato Grosso do Sul, com 52,35% dos votos válidos. Disputando pela primeira vez um cargo eletivo, o candidato Juiz Odilon (PDT) ficou com 47,65% dos votos.

Até agora foram apurados 98,12 % das urnas. Os votos brancos somam 2,68 % e os nulos, 8,05%. A abstenção está em 22,76%.

Candidato à reeleição, Azambuja obteve 44,61% dos votos no primeiro turno. Começou sua carreira política como prefeito de Maracaju, por dois mandatos consecutivos.

Antes de chegar ao governo do estado, nas eleições de 2014, elegeu-se deputado estadual e federal. O governador foi citado na delação do empresário Wesley Batista, da JBS. Ele teria recebido R$ 45,6 milhões em propina, denúncia que está sob investigação no Superior Tribunal de Justiça.

Candidato derrotado
Estreante em eleições, o juiz federal aposentado conseguiu 31,62% dos votos no primeiro turno. Pernambucano, migrou com a família para o Mato Grosso do Sul em 1953, fugindo da seca.

Como juiz federal, atuou no combate ao narcotráfico na fronteira entre o Brasil e o Paraguai, condenando chefes do crime organizado. Até hoje vive sob proteção policial, pois teve a cabeça oferecida a prêmio pelo narcotráfico. Seu trabalho inspirou o filme Em Nome da Lei, do diretor Sérgio Rezende.

adonias