Adriano confessou assassinato do professor Agnaldo para roubá-lo

Durante interrogatório conduzido pelo Delegado Regional de Barra do Corda Renilto Ferreira na manhã desta sexta-feira (9), o individuo identificado por Adriano confessou ter assassinado a golpes de facada o professor Agnaldo Fernandes Galvão na noite de domingo 14 de janeiro deste ano.

De acordo com o Delegado Renilto, Adriano disse em depoimento que cometeu o crime em companhia de um ex-cunhado, o menor E.P.C. de 17anos de idade. “O menor foi ouvido hoje (9) pela manhã e negou participação direta no latrocínio (roubo seguido de morte), mas confirmou que Adriano, três dias antes do crime, o teria convidou para roubar a vítima, pois esse tinha muito dinheiro”, declarou Renilto Ferreira.

O menor confessou ainda que estava na casa da vitima junto com Adriano, onde ficaram tomando cerveja na sala e depois, segundo E. P. C., Adriano, sozinho teria executado Agnaldo no quarto. Em seguida os dois (Adriano e o menor) saíram da casa de Agnaldo.

Ainda de acordo com o delegado, Adriano teria dado 500,00 reais em dinheiro roubado da vítima ao menor em troca do seu silêncio.

As investigações continuam no sentido de apurar o real envolvimento do menor, já que Adriano afirma veemente que ele o ajudou diretamente na execução do professor, inclusive desferido algumas das facadas que levaram Agnaldo Galvão à morte.

Este é mais um crime complexo, que entra para a galeria dos crimes apurados e desvendados pelo Delegado Renilto Ferreira em tempo record. Renilto e sua equipe de investigadores, mais um vez, merecem e recebem os aplausos da população de Barra do Corda.

adonias