Os senadores maranhenses Edison Lobão (PMDB), João Alberto Souza (PMDB) e Roberto Rocha (PSDB) votaram, nesta terça-feira (17), favoráveis ao retorno do senador mineiro Aécio Neves (PSDB) às suas atividades parlamentares.

Os maranhenses integram um grupo, formado por 44 senadores, que derrubou decisão da Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) que havia determinado o afastamento do tucano.

Vinte e seis senadores votaram pela manutenção do afastamento de Aécio Neves.

Com a decisão, ele poderá retomar suas atividades na Câmara Alta.

Edison Lobão e o deputado federal licenciado e ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho (PV), deverão ser os candidatos do grupo Sarney na disputa pelas duas vagas que serão abertas, ano que vem, para o Senado.

João Alberto figura na bolsa de apostas como provável candidato a vice-governador em uma chapa encabeçada pela ex-governadora Roseana Sarney (PMDB). Caso Roseana não entre na disputa, ele é apontado como possível representante do grupo político na corrida pelo Palácio dos Leões.

Já Roberto Rocha pretende representar o seu partido na corrida eleitoral contra o governador Flávio Dino (PC do B), que tentará a reeleição.

Entenda o caso – Aécio Neves foi denunciado pela Procuradoria Geral da República com base em delações premiadas de executivos do grupo J & F, que controla a JBS.

Ele foi acusado pelos crimes de obstrução de Justiça e organização criminosa.

O senador mineiro, segundo a PGR, pediu e recebeu R$ 2 milhões da JBS como propina. A Procuradoria também afirmou que ele atuou em conjunto com o presidente Michel Temer para impedir o andamento da Operação Lava Jato.

.

.

Com informações de Glauco Ericeira

adonias

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com