O cantor Jerry Adriani, um dos grandes ídolos da Jovem Guarda, morreu neste domingo aos 70 anos no Rio de Janeiro.

Pouco após a morte, a família divulgou a seguinte mensagem no Facebook do cantor: “A família de Jerry Adriani tem o doloroso dever de comunicar aos seus amigos o seu falecimento. Agradecemos a todos pelo enorme carinho”.

Ele estava internado no Hospital Vitória, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro, desde o início de abril em decorrência de uma trombose na perna direita. Ele lutava contra um câncer.

De acordo com o site oficial do cantor, ele tinha 11 shows agendados até dezembro. A família não autorizou o hospital a divulgar a causa da morte.

Segundo o jornal Extra, o corpo do artista será velado nesta segunda-feira 24, no Cemitério do Caju, no centro do Rio de Janeiro.

Além de cantor, Jerry já foi apresentador de TV, atuou no cinema e no teatro. Também costumava apoiar novos artistas, como o ainda desconhecido Raul Seixas, que chegou a tocar, com sua banda (Raulzito e os Panteras), como músico de apoio de Jerry.

adonias