Por  John Cutrim

José Sarney, quando começou sua carreira política, era um cidadão de classe média. Como tantos no Maranhão. Passo a passo, foi usando cargos públicos e poder político para construir uma fortuna pessoal e empresarial incalculável. Certamente de centenas de milhões de reais.

Mas o “Sarney empresário” é igual ao “Sarney escritor”. Nunca passou do patamar da mediocridade. Por isso, o Sarney empresário precisa tanto do comando do Estado do Maranhão.

Um exemplo é o Shopping Jaracaty, um dos empreendimentos do Sarney empresário. Além do golpe da perda do Supermercado Mateus, o Shopping Jaracaty perdeu o Viva Cidadão, que foi para o Shopping da Ilha, ocupando um espaço muito maior por um preço muito menor. E isso que explica o desespero do Sarney empresário, mandando o seu império de mídia criar uma ridícula “grave denúncia” sobre uma simples casa em um bairro popular de São Luis.

Por trás de tudo, está a escassez de aluguéis no Shopping Jaracaty. E a vontade de impor ao governador Flavio Dino um “acordo”, mediante uma boa conver$a. Só que Dino não tem medo de Sarney e do seu império de mídia, como já disse várias vezes via redes sociais. Isso que dá mais raiva a Sarney: ele não consegue mais impor a sua vontade como fez por 50 anos, tempo em que usou para acumular fortuna pessoal.

Afinal, foi o que lhe restou, ao ser odiado pelo povo brasileiro e desprezado como suposto escritor.

adonias

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com