Comissão de Segurança quer discutir violência depois da tragédia em que foi vítima a estudante Jane Lene.

Gil Lopes – Presidente da Câmara de Barra do Corda
Foto: Leonilson Mota

 É latente a insatisfação nos corredores da Câmara de Barra do Corda com a ação ou a falta dela pela polícia em Barra do Corda. Para os vereadores, principalmente os membros da Comissão de Segurança, o aumento dos casos de homicídio e de violência tem estrita ligação com o aumento do consumo de drogas e da ineficácia da polícia tanto reprimir o contrabando quanto ao de prevenir atos violentos.
 A parcimônia da força policial aliada à falta da resolução de fatos ocorridos recentemente, como o caso da garota Jane Lene, e a  inércia da polícia que tanto incomodam a sociedade parece já ecoar nos corredores da Casa Legislativa.
O presidente Gil Lopes se articula para convocar uma audiência pública, pretende reunir toda sociedade para discutir o assunto e daí se esboçar um plano de ação conjunta para tentar diminuir os índices.
Em outro front, os vereadores se movimentam para tornar mais rígidas as autorizações para o funcionamento de bares e a promoção de festas e eventos em locais públicos, querem tentar evitar que a tragédia de Jane Lene não se repita.
Uma cidade inteira, preocupada e consternada, agradece!
Do Blog de Urias Matos

adonias

Deixe uma resposta









*


Facebook
Twitter
Instagram